Eles estão ansiosos… Sim, são muitas as expectativas que giram em torno do maior rali do Brasil, o Rally dos Sertões. Mas todos os anos são assim: com a proximidade do evento, o assunto é o mesmo em qualquer lugar onde exista alguém apaixonado pelo off-road. A 22ª edição será realizada de 23 a 30 de agosto, entre Goiânia, GO, e Belo Horizonte, MG. 
 
Os boxes das equipes estarão montados no Autódromo Internacional de Goiânia, que recentemente foi reformado e está com uma excelente estrutura para receber os principais eventos do automobilismo brasileiro. E neste local, estarão expostas as máquinas que serão utilizadas para percorrer os 2.679 quilômetros do Rally dos Sertões. Os pernoites serão em Caldas Novas (GO), Catalão (GO), Paracatu (MG), São Francisco (MG), Diamantina (MG) e Belo Horizonte (MG).
 
\"\"
 
"Esses dias finais que antecedem o Rally dos Sertões são bem interessantes, pois já estamos com o pensamento na prova. Nosso carro está quase pronto e, enquanto isso, estudamos as características de terreno das cidades que vamos passar. Como não conhecemos o trajeto que vamos acelerar, pelo menos, tentamos buscar o máximo de informação sobre as regiões. Vale qualquer esforço que beneficie a nossa preparação", confirmou o piloto da MS Rally, Mauro Guedes. 
 
Pela primeira vez em Belo Horizonte, a chegada do Rally dos Sertões será na Praça Geralda Damata Pimentel, em frente à Lagoa da Pampulha – um dos principais pontos turísticos da cidade. Essa novidade gerou excelentes comentários entre os participantes, uma vez que a capital mineira entra para a história do certame. 
 
"É sempre bom ter um novo município apoiando o rali. Agora, estamos curiosos para saber como será essa recepção após tantos dias acelerando pelo interior. O Rally dos Sertões é extremamente desgastante, uma superação dos nossos próprios limites. Completar todo o roteiro já é uma grande vitória, pois não é todo mundo que consegue finalizar a competição, devido as \armadilhas\ que encontramos ao longo da disputa", salientou o navegador da MS Rally, Neurivan Calado. 
 
\"\"
 
Sabe-se que o Rally dos Sertões é o mais difícil rali do País. Pelas estradas de terra escolhidas pela organização – a Dunas Race – existe uma série de obstáculos, tais como: erosões, trial, travessias de rios (bem complicados), mata-burros, trechos de serra com subidas e descidas, setores de areia (que exigem do motor e pneus) etc. "Cada dia temos uma surpresa diferente. Temos que estar preparados para tudo e ter, acima de tudo, força de vontade e resistência física e psicológica. Do contrário, ficamos pelo meio do caminho… Mas isso, nem passa pela nossa cabeça. Queremos terminar a prova, e se possível, entre as primeira posições", afirmou Guedes. 
 
A caravana do Rally dos Sertões começa a se reunir já no dia 21, para o início das vistorias técnicas e administrativas. 
 
Programação – 22º Rally dos Sertões
 
23/08 – Prólogo – Goiânia (GO)
 
24/08 – 1ª etapa – Goiânia (GO)/Caldas Novas (GO)
Deslocamento inicial: 40 km
Trecho especial: 155 km
Deslocamento final: 21 km
Total do dia: 216 km
 
25/08 – 2ª etapa – Caldas Novas (GO)/Catalão (GO)
Deslocamento inicial: 39 km
Trecho especial: 201 km
Deslocamento final: 20 km
Total do dia: 260 km
 
26/08 – 3ª etapa – Catalão (GO)/Paracatu (MG)
Deslocamento inicial: 22 km
Trecho especial: 206 km
Deslocamento final: 132 km
Total do dia: 356 km
 
27/08 – 4ª etapa – Paracatu (MG)/São Francisco (MG)
Deslocamento inicial: 135 km
Trecho especial: 364 km
Deslocamento final: 86 km
Total do dia: 585 km
 
28/08 – 5ª etapa – São Francisco (MG)/Diamantina (MG) – MARATONA
Deslocamento inicial: 223 km
Trecho especial: 335 km
Deslocamento final: 81 km
Total do dia: 718 km
 
29/08 – 6ª etapa – Diamantina (MG)/Diamantina (MG)
Deslocamento inicial: 23 km
Trecho especial: 159 km
Deslocamento final: 30 km
Total do dia: 213 km
 
30/08 – 7ª etapa – Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Trecho especial: 125 km
Deslocamento final: 146 km
Total do dia: 331 km
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
Eles estão ansiosos… Sim, são muitas as expectativas que giram em torno do maior rali do Brasil, o Rally dos Sertões. Mas todos os anos são assim: com a proximidade do evento, o assunto é o mesmo em qualquer lugar onde exista alguém apaixonado pelo off-road. A 22ª edição será realizada de 23 a 30 de agosto, entre Goiânia, GO, e Belo Horizonte, MG. 
 
Os boxes das equipes estarão montados no Autódromo Internacional de Goiânia, que recentemente foi reformado e está com uma excelente estrutura para receber os principais eventos do automobilismo brasileiro. E neste local, estarão expostas as máquinas que serão utilizadas para percorrer os 2.679 quilômetros do Rally dos Sertões. Os pernoites serão em Caldas Novas (GO), Catalão (GO), Paracatu (MG), São Francisco (MG), Diamantina (MG) e Belo Horizonte (MG).
 
\"\"
 
"Esses dias finais que antecedem o Rally dos Sertões são bem interessantes, pois já estamos com o pensamento na prova. Nosso carro está quase pronto e, enquanto isso, estudamos as características de terreno das cidades que vamos passar. Como não conhecemos o trajeto que vamos acelerar, pelo menos, tentamos buscar o máximo de informação sobre as regiões. Vale qualquer esforço que beneficie a nossa preparação", confirmou o piloto da MS Rally, Mauro Guedes. 
 
Pela primeira vez em Belo Horizonte, a chegada do Rally dos Sertões será na Praça Geralda Damata Pimentel, em frente à Lagoa da Pampulha – um dos principais pontos turísticos da cidade. Essa novidade gerou excelentes comentários entre os participantes, uma vez que a capital mineira entra para a história do certame. 
 
"É sempre bom ter um novo município apoiando o rali. Agora, estamos curiosos para saber como será essa recepção após tantos dias acelerando pelo interior. O Rally dos Sertões é extremamente desgastante, uma superação dos nossos próprios limites. Completar todo o roteiro já é uma grande vitória, pois não é todo mundo que consegue finalizar a competição, devido as \armadilhas\ que encontramos ao longo da disputa", salientou o navegador da MS Rally, Neurivan Calado. 
 
\"\"
 
Sabe-se que o Rally dos Sertões é o mais difícil rali do País. Pelas estradas de terra escolhidas pela organização – a Dunas Race – existe uma série de obstáculos, tais como: erosões, trial, travessias de rios (bem complicados), mata-burros, trechos de serra com subidas e descidas, setores de areia (que exigem do motor e pneus) etc. "Cada dia temos uma surpresa diferente. Temos que estar preparados para tudo e ter, acima de tudo, força de vontade e resistência física e psicológica. Do contrário, ficamos pelo meio do caminho… Mas isso, nem passa pela nossa cabeça. Queremos terminar a prova, e se possível, entre as primeira posições", afirmou Guedes. 
 
A caravana do Rally dos Sertões começa a se reunir já no dia 21, para o início das vistorias técnicas e administrativas. 
 
Programação – 22º Rally dos Sertões
 
23/08 – Prólogo – Goiânia (GO)
 
24/08 – 1ª etapa – Goiânia (GO)/Caldas Novas (GO)
Deslocamento inicial: 40 km
Trecho especial: 155 km
Deslocamento final: 21 km
Total do dia: 216 km
 
25/08 – 2ª etapa – Caldas Novas (GO)/Catalão (GO)
Deslocamento inicial: 39 km
Trecho especial: 201 km
Deslocamento final: 20 km
Total do dia: 260 km
 
26/08 – 3ª etapa – Catalão (GO)/Paracatu (MG)
Deslocamento inicial: 22 km
Trecho especial: 206 km
Deslocamento final: 132 km
Total do dia: 356 km
 
27/08 – 4ª etapa – Paracatu (MG)/São Francisco (MG)
Deslocamento inicial: 135 km
Trecho especial: 364 km
Deslocamento final: 86 km
Total do dia: 585 km
 
28/08 – 5ª etapa – São Francisco (MG)/Diamantina (MG) – MARATONA
Deslocamento inicial: 223 km
Trecho especial: 335 km
Deslocamento final: 81 km
Total do dia: 718 km
 
29/08 – 6ª etapa – Diamantina (MG)/Diamantina (MG)
Deslocamento inicial: 23 km
Trecho especial: 159 km
Deslocamento final: 30 km
Total do dia: 213 km
 
30/08 – 7ª etapa – Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Trecho especial: 125 km
Deslocamento final: 146 km
Total do dia: 331 km
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

IMSA: Derani vai em busca de mais um pódio neste domingo em Mid-Ohio

Brasileiro destaca características difíceis do traçado, mas segue confiante e embalado, ap…