Transportadores que têm veículos com final de placa 5 e 6 têm até o dia 31 de março para se recadastrar no RNTRC (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas). A determinação vale naqueles casos em que o registro venceria entre 2017 e 2020. Ela se deve à resolução 4.799, publicada pela ANTT em 2015, norma que atualizou os procedimentos para inscrição e manutenção no Registro. 
Segundo o calendário da ANTT, veículos com final de placa 7 e 8 devem realizar o procedimento até 31 de abril e, por fim, aqueles que a placa termina em 9 e 0, até 31 de maio. Os demais veículos (com placas terminadas de 1 a 4) já devem ter feito o recadastramento. 
Conforme a ANTT, dos quase 684 mil transportadores que precisam atualizar o RNTRC, apenas 265 mil, o equivalente a 38%, se recadastraram. 
Para atualizar o registro, o transportador deve acessar o site rntrc.antt.gov.br, onde pode verificar o calendário, os documentos necessários e os pontos de atendimento. Quem perdeu o prazo ainda pode regularizar o registro, sem ser penalizado por isso. No entanto, deve fazer isso logo, porque quem não está com o RNTRC em dia fica inabilitado para fazer o transporte de cargas. Se for flagrado pela fiscalização, está sujeito a multa de R$ 1.000.
Para saber mais sobre o recadastramento, acesse rntrc.antt.gov.br. Dúvidas também podem ser esclarecidas pelo telefone 166, da ANTT.
Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ônibus VW moderniza frota argentina de transporte público

Como motorização MAN D08, esses dois Volksbus têm sistema EGR de tratamento de emissões, d…