A regulagem adequada do motor só traz benefícios aos caminhoneiros. “Se o motor está funcionando bem, terá uma vida útil mais longa, menor gasto de combustível e com a manutenção corretiva, produzirá menos fumaça, evitando não só levar multas, como também danos ao meio ambiente e à saúde da população”, afirma Ricardo Nonis, diretor do Conarem – Conselho Nacional de Retíficas de Motores, que acrescenta: “Enfim, a boa regulagem do motor implica em menor custo operacional”.
 
Fumaça preta proveniente do escapamento dos caminhões indica que há algo errado na motorização. “Por mais antigo que seja o motor não pode emitir um exagero de fumaça preta mesmo contando com tecnologia ultrapassada”, comenta. Segundo o diretor da entidade, a fuligem deve ser evitada, pois nada mais é do que jogar diesel pelo escapamento. “Além de jogar dinheiro fora, acaba com o meio ambiente”, adverte.
 
Outros indícios de problemas é a falta de rendimento do motor ou de potência, bem como a variação de rotação e ruído de batidas de válvulas. Segundo o diretor do Conarem, o próprio motorista pode identificar estes sinais, pois está acostumado a guiar o caminhão, já que é a ferramenta diária de trabalho. “Qualquer irregularidade no motor é fundamental fazer uma checagem numa oficina de confiança e não esperar agravar ainda mais a reparação”, aconselha.
 
Saiba mais sobre o Conarem – Criado em 1998, o Conarem – Conselho Nacional de Retíficas de Motores, teve início como a primeira câmara especializada do Sindirepa-SP – Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo. Com a evolução dos trabalhos e a necessidade de representar as empresas de retificas, o Conarem se tornou uma entidade nacional voltada para atender às necessidades da área de serviços de motor e garantir o desenvolvimento do setor. Órgão de representação nacional, a entidade possui 350 empresas associadas em todo o País, sendo que 150 fazem parte da rede nacional de retíficas.
 
A entidade congrega as principais associações estaduais ARERGS e ARESC e trabalha em parceria com os sindicatos estaduais (Sindirepas de SP/RS/SC/MG/ES/GO/MT/RO/BA/PE), oferece treinamentos específicos para retificadores, palestras técnicas gratuitas para os reparadores de veículos e também possui um banco de dados, normas técnicas e orientações para consulta, além de seu site servir como fonte de informações para o mercado motor.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA homenageia os seus consumidores no Dia do Cliente

Estratégia desenvolvida pela área de Customer Relationship Management (CRM) cria campanha …