\"\"

 
A Renault reafirma sua paixão pelo automobilismo de competição ao criar o Renault Sport R.S. 01, um veículo de competição de estilo espetacular e performance descomunal. Graças ao seu design, nascido no mundo dos carros conceito e ditado por uma carga excepcional de apoio aerodinâmico, o Renault Sport R.S. 01 exprime de forma radical o DNA esportivo da marca. Sua ficha técnica concentra o que há de melhor na expertise da Renault Sport instalado em um chassi monocoque construído em fibra de carbono com peso inferior a 1.100 kg e um motor com potência superior a 500 CV. Este propulsor permite ao Renault Sport R.S. 01 superar os 300 km/h. Em 2015 o novo modelo de competição da Renault Sport será uma das estrelas do campeonato World Series by Renault dentro do inédito Renault Sport Trophy, categoria que estará posicionada como ante camera dos certames profissionais de GT e Endurance. 
 
O Renault Sport R.S. 01 destaca o losango proeminente, verdadeira pedra angular da dianteira. A impressionante largura de 2.000 mm – contra a altura de 1.116 mm -, ganha ainda mais evidência pela assinatura dos faróis diurnos de LED que contornam as entradas de ar para refrigeração dos freios.
 
\"\"
 
“O Renault Sport R.S. 01 é um carro de corridas de conceito extraordinário, emblemático da paixão da Renault pelo automobilismo de competição. Graças ao entusiasmo de Laurens van der Acker e sua equipe, suas linhas espetaculares conseguem traduzir as ambições deste automóvel fora dos padrões. Sob sua carroceria nós condensamos o que há de melhor na expertise da Renault Sport Technologies, o que permite obter desempenho do mais alto nível e capaz de mexer com o coração dos pilotos e do público. Se fosse possível resumir o conceito do Renault Sport R.S. 01 em poucas palavras eu diria que se trata do casamento entre a beleza do Renault DeZir e a perfomance do Fórmula Renault 3.5!”, afirma Patrice Ratti, Diretor Geral da Renault Sport Technologies.
 
No centro da grade o ar é engolido e em seguida canalizado pela estrutura do chassi em direção aos dois radiadores de água. A saída deste fluxo é feita por extratores de ar colocados sob o capô. A depressão criada por esta solução contribui para aumentar o apoio aerodinâmico na dianteira do veículo. Uma lâmina imponente ajuda a alimentar o difusor inferior e um fundo plano completa a solução para o eixo dianteiro. Duas aletas situadas ao lado do painel gerador de vortex atenuam a turbulência gerada pela rotação das rodas.
 
\"\"
 
O perfil rebaixado é característico de um GT com motor central traseiro e segue a tendência atual de entradas de ar projetadas nas laterais. A assimetria dos balanços é ditado pela arquitetura do veículo e pela otimização da repartição de massas.
 
Além do aerofólio regulável, o difusor traseiro gravado com a inscrição Renault Sport R.S. 01 direciona o escoamento do ar que passa pelo fundo plano. Este dispositivo apresenta enorme vantagem de não gerar arrasto e, portanto, não prejudica a velocidade de ponta. Acima do difusor estão localizadas as saídas do escapamento duplo e os LEDs correspondentes à luz de freio, solução que complementa a assinatura original de iluminação notável em praticamente toda a largura do Renault Sport R.S. 01.
 
\"\"
 
Semiportante, o motor é fixado ao monocoque de fibra de carbono, sendo que os pontos superiores são ligados à gaiola do tipo santantônio. Preparado pela Nismo, o V6 3.8 l biturbo é proveniente do Nissan GT-R. Em relação ao modelo de série a principal modificação é a utilização de um sistema de cárter seco para garantir a lubrificação em curvas longas. O gerenciamento eletrônico Pectel dispõe de função controle de tração.
 
O motor Nismo está acoplado a uma caixa de câmbio longitudinal de sete velocidades fornecida pela Sadev. Sempre por uma questão de controle de custos, o mesmo jogo de relações de marcha será usado em todos os circuitos. No entanto será possível ajustar a pré-carga aplicada no diferencial auto blocante. O comando sequencial é ativado por alavancas de controle instaladas junto ao volante e gerenciadas por um atuador XAP eletromagnético. Desenvolvido especialmente pela ZF Race Engineering, a embreagem conta com um dispositivo que impede o motor de morrer e aumenta a vida útil do equipamento.
 
O comando sequencial é ativado por alavancas de controle instaladas junto ao volante e gerenciadas por um atuador XAP eletromagnético. Desenvolvido especialmente pela ZF Race engineering, a embreagem conta com um dispositivo que impede o motor de morrer e aumenta a vida útil do equipamento.
 
\"\"
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 \"\"

 
A Renault reafirma sua paixão pelo automobilismo de competição ao criar o Renault Sport R.S. 01, um veículo de competição de estilo espetacular e performance descomunal. Graças ao seu design, nascido no mundo dos carros conceito e ditado por uma carga excepcional de apoio aerodinâmico, o Renault Sport R.S. 01 exprime de forma radical o DNA esportivo da marca. Sua ficha técnica concentra o que há de melhor na expertise da Renault Sport instalado em um chassi monocoque construído em fibra de carbono com peso inferior a 1.100 kg e um motor com potência superior a 500 CV. Este propulsor permite ao Renault Sport R.S. 01 superar os 300 km/h. Em 2015 o novo modelo de competição da Renault Sport será uma das estrelas do campeonato World Series by Renault dentro do inédito Renault Sport Trophy, categoria que estará posicionada como ante camera dos certames profissionais de GT e Endurance. 
 
O Renault Sport R.S. 01 destaca o losango proeminente, verdadeira pedra angular da dianteira. A impressionante largura de 2.000 mm – contra a altura de 1.116 mm -, ganha ainda mais evidência pela assinatura dos faróis diurnos de LED que contornam as entradas de ar para refrigeração dos freios.
 
\"\"
 
“O Renault Sport R.S. 01 é um carro de corridas de conceito extraordinário, emblemático da paixão da Renault pelo automobilismo de competição. Graças ao entusiasmo de Laurens van der Acker e sua equipe, suas linhas espetaculares conseguem traduzir as ambições deste automóvel fora dos padrões. Sob sua carroceria nós condensamos o que há de melhor na expertise da Renault Sport Technologies, o que permite obter desempenho do mais alto nível e capaz de mexer com o coração dos pilotos e do público. Se fosse possível resumir o conceito do Renault Sport R.S. 01 em poucas palavras eu diria que se trata do casamento entre a beleza do Renault DeZir e a perfomance do Fórmula Renault 3.5!”, afirma Patrice Ratti, Diretor Geral da Renault Sport Technologies.
 
No centro da grade o ar é engolido e em seguida canalizado pela estrutura do chassi em direção aos dois radiadores de água. A saída deste fluxo é feita por extratores de ar colocados sob o capô. A depressão criada por esta solução contribui para aumentar o apoio aerodinâmico na dianteira do veículo. Uma lâmina imponente ajuda a alimentar o difusor inferior e um fundo plano completa a solução para o eixo dianteiro. Duas aletas situadas ao lado do painel gerador de vortex atenuam a turbulência gerada pela rotação das rodas.
 
\"\"
 
O perfil rebaixado é característico de um GT com motor central traseiro e segue a tendência atual de entradas de ar projetadas nas laterais. A assimetria dos balanços é ditado pela arquitetura do veículo e pela otimização da repartição de massas.
 
Além do aerofólio regulável, o difusor traseiro gravado com a inscrição Renault Sport R.S. 01 direciona o escoamento do ar que passa pelo fundo plano. Este dispositivo apresenta enorme vantagem de não gerar arrasto e, portanto, não prejudica a velocidade de ponta. Acima do difusor estão localizadas as saídas do escapamento duplo e os LEDs correspondentes à luz de freio, solução que complementa a assinatura original de iluminação notável em praticamente toda a largura do Renault Sport R.S. 01.
 
\"\"
 
Semiportante, o motor é fixado ao monocoque de fibra de carbono, sendo que os pontos superiores são ligados à gaiola do tipo santantônio. Preparado pela Nismo, o V6 3.8 l biturbo é proveniente do Nissan GT-R. Em relação ao modelo de série a principal modificação é a utilização de um sistema de cárter seco para garantir a lubrificação em curvas longas. O gerenciamento eletrônico Pectel dispõe de função controle de tração.
 
O motor Nismo está acoplado a uma caixa de câmbio longitudinal de sete velocidades fornecida pela Sadev. Sempre por uma questão de controle de custos, o mesmo jogo de relações de marcha será usado em todos os circuitos. No entanto será possível ajustar a pré-carga aplicada no diferencial auto blocante. O comando sequencial é ativado por alavancas de controle instaladas junto ao volante e gerenciadas por um atuador XAP eletromagnético. Desenvolvido especialmente pela ZF Race Engineering, a embreagem conta com um dispositivo que impede o motor de morrer e aumenta a vida útil do equipamento.
 
O comando sequencial é ativado por alavancas de controle instaladas junto ao volante e gerenciadas por um atuador XAP eletromagnético. Desenvolvido especialmente pela ZF Race engineering, a embreagem conta com um dispositivo que impede o motor de morrer e aumenta a vida útil do equipamento.
 
\"\"
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

IMSA: Derani vai em busca de mais um pódio neste domingo em Mid-Ohio

Brasileiro destaca características difíceis do traçado, mas segue confiante e embalado, ap…