Home Notícias Renault do Brasil adere ao Movimento Mulher 360

Renault do Brasil adere ao Movimento Mulher 360

Comentários desativados em Renault do Brasil adere ao Movimento Mulher 360

Movimento tem como objetivo contribuir para o empoderamento econômico da mulher brasileira através do fomento, sistematização e difusão de avanços nas políticas e práticas empresariais

A Renault do Brasil anuncia a sua associação ao Movimento Mulher 360, iniciativa empresarial lançada em 2015 como uma organização independente e sem fins lucrativos, que busca promover a discussão de iniciativas que busquem a equidade de gênero e o aumento da participação feminina no ambiente corporativo, nas comunidades e na cadeia de valor. Com isso, a marca passa a fazer parte de um grupo de empresas que estimulam a adoção de práticas empresariais relacionadas ao empoderamento feminino no Brasil. A iniciativa também está alinhada à nova estratégia de responsabilidade socioambiental corporativa divulgada pelo Renault Group recentemente.

“É um grande prazer ter a Renault como associada do Movimento Mulher 360, unindo forças e expertises para acelerarmos a equidade de gênero nas empresas. Juntas e juntos, com mais de 80 empresas, poderemos qualificar o intercâmbio, fomento e sistematização de conhecimento e práticas, construindo uma inteligência coletiva, que apontará caminhos efetivos para esta transformação que tanto buscamos”, explica Margareth Goldenberg, Gestora Executiva do Movimento Mulher 360.

Com isso, a Renault reforça as suas variadas iniciativas em prol da diversidade e inclusão, como o grupo de afinidade Women@Renault, que realiza ações focadas em promover um aumento no número de mulheres e a presença delas em posições de liderança na empresa.

“Após 11 anos de Women@Renault, temos resultados reais e visíveis, pois o número de mulheres na Renault do Brasil aumentou em 64% desde o lançamento do programa. Além disso, tivemos uma evolução significativa no número de mulheres em posições gerenciais e nos pipelines de sucessão para os cargos de liderança,” explica Douglas Pereira, diretor de Recursos Humanos da Renault do Brasil.

Entre as ações promovidas pelo Women@Renault, também surgiu o programa Mulherar, como um espaço para discutir as questões da mulher relacionadas aos diversos papéis: profissional, mãe, esposa, amiga, filha etc. e ajudar as participantes a distinguir as barreiras no cenário atual da mulher no trabalho.
O objetivo do programa é acelerar as competências fundamentais para que as mulheres possam ocupar futuros cargos de liderança. O Mulherar conta com participantes de diversas áreas da empresa e a terceira turma do programa foi concluída no mês de abril.

“A Renault do Brasil vem cada vez mais ampliando a presença e atuação feminina nas diversas áreas de negócio da empresa. Muitos avanços foram feitos nos últimos 10 anos, mas entendemos que há ainda uma longa trajetória, já que nossa meta é uma representatividade equivalente entre mulheres e homens. Portanto, a adesão ao Movimento Mulher 360 será fundamental para aprimorarmos ainda mais nossas ações que buscam a inclusão e a equidade,” explica Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Além dessas iniciativas, o Renault Group também aderiu ao Pacto Global da ONU em 2001, com aplicação dos 10 princípios em todas as unidades pelo mundo. A Renault do Brasil também foi a primeira montadora da América Latina a aderir em 2015 aos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs), um programa da ONU Mulheres e Pacto Global das Nações Unidas que visa promover a igualdade de gênero em todas as atividades sociais e da economia.

A Renault do Brasil também patrocina e participa de vários fóruns e eventos de promoção da equidade de gênero, sendo apoiadora da campanha mundial “He for She” (“Eles por Elas”), também promovida pela ONU, de engajamento na promoção dos direitos das mulheres.

Como resultado, a montadora já recebeu três reconhecimentos WEPS (Women’s Empowerment Principles) concedido pela da ONU Mulheres e Pacto Global da ONU, sendo duas vezes categoria Ouro.

O Instituto Renault também é responsável por práticas que refletem a política inclusiva da empresa. Um exemplo é o projeto de apoio à Associação Borda Viva, que tem como um dos seus objetivos a capacitação e para a geração de renda das mulheres na comunidade de Borda do Campo, comunidade em situação de vulnerabilidade social de São José dos Pinhais (PR), onde está localizada a fábrica da Renault.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford Transit chega ao Brasil com padrão inédito de tecnologia e produtividade

Além do motor mais potente da categoria, a Transit traz tecnologias semiautônomas exclusiv…