Alguns hábitos minimizam os efeitos da ociosidade sobre o conjunto mecânico do veículo.

A pandemia de coronavírus tem provocado uma série de mudanças. Pessoas em todo o mundo têm saído menos de casa e trocam escritórios pelo home office. Nessa nova rotina, carros passam mais tempo dentro das garagens.
Deixar o carro parado por muito tempo exige planejamento para evitar o desgaste acelerado dos seus componentes. Falta de lubrificação, concentração de peso sobre os pneus, descalibragem ou acúmulo de partículas abrasivas nas galerias internas são algumas das ameaças sofridas pelo veículo.

A Nakata, fabricante de autopeças com amplo portfólio de componentes para suspensão, transmissão, freios e motor, divulgou em seu blog simples cuidados que ajudam a preservar o carro, minimizando os efeitos da ociosidade.

1. Pneus

Os pneus sustentam o peso do veículo por um período indeterminado e, por isso, é um dos componentes mais prejudicados pela ociosidade. Para evitar o seu desgaste durante esse tempo é importante fazer a calibragem., obedecendo às in indicações da marca.

Outro cuidado é com a cinta metálica, um componente estrutural interno, que pode se deformar pela ação continuada do pelo do veículo sobre as rodas. Para evitar que isso ocorra, o veículo deve ser deslocado a cada 10 dias.

2. Baterias

Para evitar que a solução ácida no interior das baterias corroa o plástico e as placas, é importante ligar o carro e deslocá-lo, mesmo que seja para trás e para frente, provocando a movimentação do fluido Baterias de fabricação mais recente podem suportar até 3 semanas, enquanto as usadas por mais de dois anos, algo em torno de 3 a 5 dias.
Outra ideia é desligar os cabos da bateria, evitando o consumo por dispositivos como rádio e alarme. No entanto, isso acarreta a desconfiguração de alguns aparelhos, além de afetar os ajustes dos módulos eletrônicos de veículos mais sofisticados.

3. Combate aos odores

Sem a circulação de ar, é possível que a cabine comece a emanar um odor de mofo, o que acontece por conta da proliferação de bactérias e fungos nos dutos do ar-condicionado. A fim de evitar esse problema, recomenda-se ligar o motor, com ar-condicionado funcionado por no mínimo 10 minutos.
Passado esse período, coloque-o para trabalhar apenas na ventilação com a temperatura quente. O aquecimento promoverá a secagem, eliminando a umidade, circulando o ar e evitando a proliferação.

4. Combustível

Manter o tanque completamente vazio pode prejudicar a sua capacidade de dar partida no carro em longo prazo. Por isso, o ideal é manter um pouco de combustível no tanque durante o período que veículo estiver parado.
Nesse caso, dê preferência à gasolina, já que a combinação de água e açúcar do etanol é prejudicial ao veículo.

5. Lataria

Caso não seja possível, guardar o carro em um local fechado, use uma capa de proteção.

6. Revisão

Antes de usar o carro novamente, é importante a manutenção preventiva e a revisão, pois mesmo com todos esses cuidados, é alta a probabilidade de que algum componente esteja com certo desgaste — o que será rapidamente identificado e corrigido por uma inspeção profissional.

Artigos Relacionados
Leia mais em Dicas e Serviços

Veja também

Jeep Renegade e Compass chegam à linha 2021 ainda mais completos

Versão Limited do Renegade passa a contar com teto solar panorâmico Command View de série …