Depois de importantes investimentos para receber uma variante da plataforma CMP, um novo modelo de veículo é anunciado para produção na unidade no segundo semestre do ano.

A unidade industrial de Porto Real da Stellantis, composta por uma fábrica de veículos e uma de motores, no Estado do Rio de Janeiro, completa hoje 20 anos de produção no País. Fundada em 1º de fevereiro de 2001, iniciou em seguida a fabricação de modelos das marcas Peugeot e Citroën, sendo os pioneiros o Peugeot 206 e o Citroën Xsara Picasso. No ano seguinte, em 2002, deu início à fabricação de motores.

“Ao longo dessas duas décadas, a fábrica de Porto Real tem recebido investimentos constantes em processos e sistema de produção e no desenvolvimento de pessoas e talentos, a fim de levar o melhor em qualidade a seus consumidores”, afirmou o presidente (COO) da Stellantis para a América do Sul, Antonio Filosa. “Além disso, com sua grande vocação exportadora, ela tem gerado importantes divisas para a região Sul Fluminense e para o País, sendo ainda um importante polo gerador de renda e de emprego para toda a cadeia automotiva local”, acrescentou Filosa.

“Desde 2019, foram investidos cerca de R$ 220 milhões na fábrica para a implementação de uma variante da nova plataforma global modular CMP, que dará origem a uma nova família de veículos”, disse o presidente da Stellantis. O primeiro modelo da nova família produzido em Porto Real será lançado no segundo semestre deste ano.

Plataforma CMP

A implementação da variante da plataforma CMP (Common Modular Platform) em Porto Real acelerou a transformação industrial que já vinha ocorrendo na planta há alguns anos. A CMP é uma plataforma modular altamente flexível, que pode ser usada como base para a produção de veículos dos segmentos B e C – em hatches, sedãs e SUVs. Além disso, ela é multienergia – a combustão ou elétrica. Também apresenta menores níveis de vibração e maior conforto acústico e térmico. Sua introdução complementou outras fases importantes de investimentos constantes para tornar a unidade ainda mais eficiente, reduzindo seus custos de produção e aumentando sua competitividade.

“Entre 2016 e 2018 investimos cerca de R$ 580 milhões para manter a fábrica de veículos de Porto Real cada vez mais moderna e dotada de alta competitividade, com a adoção de inéditos processos industriais e de várias novas tecnologias em preparação para o lançamento do Novo SUV Citroën C4 Cactus. Em 2019, essa transformação se acelerou com o lançamento do Novo Peugeot 2008. Como resultado, em 2020, Porto Real chegou a figurar por duas vezes como a Top 1 no ranking mensal mundial de qualidade envolvendo todas as fábricas da empresa antes da fusão que originou a Stellantis”, afirmou Jean Mouro, Vice-Presidente Sênior de Operações Monozukuri da América do Sul.

“A fábrica de motores é outro grande exemplo de transformação Entre 2017 e 2018, foram investidos cerca de R$ 56 milhões para colocar em operação uma linha muito moderna e totalmente nova de fabricação de virabrequins, bem como ampliamos nossa linha de blocos e cabeçotes. Hoje, os motores e os virabrequins têm destinação tanto para o mercado nacional como para exportação”, completou Mouro.

Nestes 20 anos de existência, a unidade de Porto Real já produziu mais de 1,7 milhão de veículos, de 16 modelos diferentes, entre as marcas Peugeot e Citroën, além de mais de 2 milhões de motores. Atualmente, fabrica os veículos Peugeot 2008 e Citroën Novo SUV C4 Cactus, C3 e AIRCROSS, além dos motores EC5 1.6l a gasolina e EC5 EAT6 1.6l flex.

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

Equipe Mercedes-EQ de Fórmula E começa sua segunda temporada no próximo fim de semana

Neste final de semana a Equipe Mercedes-EQ inicia a sua segunda temporada na categoria Em …