População deve seguir as recomendações dos órgãos de saúde e evitar essas aglomerações

Mesmo após a assinatura do novo decreto com alterações em relação ao horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de serviços que já tinham permissão de atendimentos em Teresina, foram observadas aglomerações nos terminais Rui Barbosa e Bela Vista. A Superintendência Municipal de Transportes (Strans) alerta para que os estabelecimentos cumpram o novo decreto.

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, explica que a intenção do decreto é evitar agrupamento de pessoas nos espaços destinados aos usuários do transporte público. “Solicitamos que os estabelecimentos passem a cumprir o novo decreto. Nossa intenção é justamente evitar aglomerações durante os horários de pico nos ônibus, estações de passageiros e terminais de ônibus”, alerta.

Após o decreto municipal nº 19.548, de 29 de março de 2020, que estabeleceu o funcionamento de apenas atividades essenciais, foi verificada uma redução de mais de 90% na circulação de passageiros dos ônibus. Mesmo com a redução, a Strans permaneceu atendendo os usuários com a adaptação de mais veículos nos horários de pico e funcionamento da frota mínima constitucional estabelecida nos horários de entrepico.

“Todos os dias estamos acompanhando as movimentações nos terminais e fazendo as adequações necessárias. Neste momento, estamos dando atenção especial aos das zonas Norte e Sul, que possuem mais demanda de usuários nos horários de pico. Na manhã desta segunda-feira (13), durante o horário mais movimentado, foram acrescentados dois ônibus troncais para atender os passageiros no Terminal Rui Barbosa”, relata o gerente de fiscalização da Strans, Pedro Moura.

O gerente ressalta, ainda, que a população deve seguir as recomendações dos órgãos de saúde e evitar essas aglomerações. “É importante que a população que possa ficar em casa, fique em casa. Mesmo após a suspensão da gratuidade para idosos, por exemplo, temos constatado a presença constante de muitos deles nos terminais e estações. Por isso, precisamos garantir a segurança e saúde de todos”, completa.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford Fund doa 9.000 máscaras para comunidades de São Paulo em projeto que gera renda para costureiras

Em parceira com a Aldeias Infantis SOS Brasil, a iniciativa faz parte do projeto Costura S…