Flávio Figueredo
Campinas (SP)
Dois novos modelos da Subaru foram apresentados em detalhes para a imprensa especializada na manhã desta quinta-feira (31/07) em Campinas (SP): os esportivos WRX e WRX STI. Ambos são produzidos no Japão e importados para o Brasil pela CAOA. Os modelos vem incrementar a gama da Subaru no país, que já conta com o Forester, Outback, Legacy e Impreza.
O primeiro modelo WRX surgiu em 1992, para participar do Campeonato Mundial de Rali (WRC – World Rally Championship), naquela ocasião chamado de Impreza GT. O resultado dessa empreitada foi a conquista do tricampeonato dessa categoria (1995, 2001 e 2003) e uma enorme legião de apaixonados pela marca. A nova geração do WRX traz esse DNA de competição para as ruas e estradas.
 
É equipado com o motor “FA20” Boxer Turbo 2.0 litros, com injeção direta de combustível (DIT), que atinge a potência máxima de 270 cv (268 hp) a 5.600 rpm e 35,7 kgfm a 5.200 rpm, oferecendo rápidas respostas ao motorista, além de favorecer a economia de combustível. Chega custando R$ 147.900,00.
Pela primeira vez no mercado brasileiro, o modelo WRX vem equipado com transmissão automática. Denominada Sport Lineartronic, ela foi desenvolvida para enriquecer a experiência de condução do motorista. Com até oito velocidades e opção de troca manual de marchas, por meio das paddle shifts instaladas atrás do volante. Essa transmissão também conta com o SUBARU Intelligent Drive (SI-DRIVE), que permite a escolha das características de direção do veículo entre três modos – “Intelligent”, “Sport e “Sport Sharp”.
Com relação à segurança, o WRX utiliza a estrutura de carroceria ultra-rígida conhecida como “célula de sobrevivência”. Eventuais impactos são amortecidos pelas zonas de deformação progressiva situadas nas extremidades da carroceria. Visando a segurança dos ocupantes do habitáculo, a equipe de engenharia da SUBARU reforçou a robustez de diversos pontos da carroceria, utilizando aço de altíssima resistência. O resultado desse trabalho contribuiu para que o modelo atendesse as elevadas exigências de segurança nos crash-tests realizados pela IIHS (América do Norte) e JNCAP (Japão).
 
O Subaru WRX contará com versão única de acabamento e com uma ampla lista de equipamentos de série, que inclui: teto solar elétrico, faróis de xenônio, rodas 18” de liga-leve, revestimento dos bancos em couro, ar-condicionado dual zone, detalhes de acabamento em carbono, entre outros.
Desenvolvido para oferecer o máximo desempenho, precisão e prazer de dirigir, o novo WRX STI possui características de um verdadeiro veículo esportivo e será comercializado no Brasil em versão única de acabamento, com uma ampla lista de equipamentos de série, que inclui: teto solar elétrico, faróis de xenônio, rodas aro 18” em alumínio forjado, revestimento dos bancos em couro, ar-condicionado dual zone, detalhes de acabamento em carbono, entre outros.
O WRX STI está equipado com sistema de tração integral SUBARU Symmetrical All-Wheel Drive (SAWD). Esse sistema, aliado ao motor Boxer, herdou a robustez e performance dos históricos modelos SUBARU que conquistaram por três vezes o título do Campeonato Mundial de Rali (WRC – World Rally Championship). O preço do modelo é R$ 194.900,00.
 
Durante o período de desenvolvimento, a SUBARU refinou ainda mais a dirigibilidade do novo WRX STI, testando-o nas mais diversas condições severas de uso, como, as tradicionais 24 Horas de Nürburgring (Alemanha), onde a marca conquistou o tricampeonato na edição deste ano, e a Isle of Man TT Road Course (Reino Unido), prova em que o modelo estabeleceu o novo recorde de tempo. Com isso, a SUBARU elevou o desempenho da carroceria, conjunto mecânico e de outras partes do veículo até seus limites, os integrando em uma mesma unidade. 
Outra novidade que contribui para uma experiência mais prazerosa de condução é o Active Torque Vectoring (Vetorização Ativa de Torque), que funciona em conjunto com um pacote tecnológico de comprovada eficácia e que inclui a Central de Controle do Diferencial (DCCD – Driver’s Control Center Differential), o sistema de tração Symmetrical All-Wheel Drive (SAWD) e o conjunto de freios esportivos Brembo de alta performance.
O WRX STI chega ao mercado brasileiro com motor Boxer Turbo, 2.5 litros, um símbolo de alta performance e confiabilidade da SUBARU, aprimorado em um dos mais exigentes laboratórios de testes, que são as pistas de competição.
 
 
Este propulsor trabalha em conjunto com um câmbio manual de seis velocidades, desenvolvido para oferecer mais esportividade nas trocas de marchas. Com uma combinação que mescla alavanca de curso reduzido e embreagem de leve acionamento, a condução do WRX STI se torna simples e empolgante.
Equipado com este conjunto motor/câmbio da Subaru, o WRX STI desenvolve a potência máxima de 310 cv (305 hp) a 6.000 rpm e 40 kgfm de torque a 4.000 rpm. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h e o sedan necessita apenas de 5,2 segundos para acelerar de 0 à 100 km/h
O STI também conta com uma Central de Controle do Diferencial (DCCD – Driver’s Control Center Differential). Com esse dispositivo, o condutor do veículo pode selecionar a proporção da distribuição do torque entre os eixos dianteiro e traseiro, possibilitando o maior nível de dirigibilidade e aderência, nos mais variados tipos de terrenos. O sistema oferece a opção auto, em que essa distribuição é realizada de forma automática.
Em termos de segurança ativa, o modelo utiliza sistema de freios Brembo, com discos Super Sport ventilados, projetados exclusivamente para o WRX STI. O acionamento é realizado, na dianteira, por pinças de quatro cilindros, e, na traseira, por outras de dois cilindros, ambas produzidas pela Brembo. O comportamento em frenagens de emergência atende completamente aos rigorosos parâmetros exigidos nos mercados japonês e norte-americano. Por isso, ele conta com sistema ABS, quatro sensores e quatro canais de Distribuição Eletrônica da Força de Frenagem.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford Fund doa 9.000 máscaras para comunidades de São Paulo em projeto que gera renda para costureiras

Em parceira com a Aldeias Infantis SOS Brasil, a iniciativa faz parte do projeto Costura S…