O projeto de construção dos terminais de integração do transporte público de Teresina entra na sua última etapa, com as obras que estão sendo erguidas na zona Leste. O terminal localizado na avenida Presidente Kennedy está andando de forma célere, com as estruturas da cobertura já sendo quase totalmente instaladas. O prefeito Firmino Filho esteve no local nesta quinta-feira (06) verificando o trabalho.
“A zona Leste é a última a ser integrada no sistema. Ela vai ter todo seu processo concluído no final de 2018. A zona Sudeste deverá ser integrada até setembro, com a finalização dos corredores. A zona Sul deverá se integrar no final deste ano, com a conclusão do terminal do Parque Piauí. A zona Norte em julho do ano que vem”, explicou Firmino Filho.
O outro terminal será construído na confluência das avenidas Jânio Quadros e Horácio Ribeiro, em frente a Vila Amazônia. O terreno é de propriedade privada e está em fase de desapropriação.
Em cada uma das quatro regiões, paralelo a construção dos terminais, a Prefeitura trabalha nas obras dos corredores e faixas exclusivas para os ônibus. “Os corredores da Kennedy e João XXIII estão andando bem. Na sequência vamos ter o asfaltamento das linhas alimentadoras dessa região”, comentou o prefeito. 
As principais vias da cidade já estão recebendo ações para modificar o trânsito. A finalidade é que elas possam servir primordialmente ao transporte coletivo. Uma das principais ações é a retirada dos estacionamentos do lado direito dessas vias. 
“Um exemplo mais recente é a Avenida Principal do Dirceu, que é muito congestionada, é estreita e para que ela seja convertida em corredor de ônibus ela precisa perder estacionamento. Esses estacionamentos vão ser deslocados da avenida para as ruas marginais, laterais. Isso vai aumentar tanto a fluidez do transporte coletivo como também a quantidade de pessoas que utilizando o transporte coletivo frequentam a avenida. A saída do estacionamento, com certeza, vai alavancar o comércio da região, vai melhorar o desempenho econômico”, destaca.
As linhas que terão como destino o centro da cidade permanecerão desembarcando passageiros nos pontos que já são conhecidos da população: Praça Saraiva, Praça João Luís, Praça do Fripisa e Praça Marechal Deodoro. Outras linhas farão a ligação entre terminais, percorrendo duas ou mais regiões da cidade. “Essas vias terão um tratamento, assim como o acesso dessas vias até o centro. Para isso vamos aumentar a quantidade de calçadões, a quantidade de tráfego calmo nos espaços públicos que acolhem essas linhas”, finaliza o prefeito.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ônibus VW moderniza frota argentina de transporte público

Como motorização MAN D08, esses dois Volksbus têm sistema EGR de tratamento de emissões, d…