Home Notícias Tipo de combustível influencia na depreciação dos automóveis

Tipo de combustível influencia na depreciação dos automóveis

Comentários desativados em Tipo de combustível influencia na depreciação dos automóveis

 

 
Um levantamento realizado no banco de dados do WebMotors – portal brasileiro especializado no setor automotivo –  mostrou que automóveis movidos a gasolina foram os que sofreram maior depreciação entre maio de 2013 e maio deste ano. Segundo o índice, a categoria apresentou, durante o período analisado, baixa de 8,1%. O declínio está relacionado à preferência do comprador pelos modelos com motorização flex.
 
Ainda de acordo com as informações coletadas, dentre os modelos com motor a gasolina que obtiveram as maiores desvalorizações está o Volvo XC60 3.0 turbo, ano/modelo 2011, equipado com câmbio automático. O preço do SUV (Sport Utility Vehicles) apresentou queda de 23%, reduzindo de R$ 140.765,00 para R$ 108.343,00
 
Em segundo lugar no ranking estão os veículos movidos a diesel, com queda de 6,9%. Nesta categoria, o modelo que mais desvalorizou no período foi o Ssangyong Korando 2.0 turbo, ano/modelo 2012, também equipado com câmbio automático. A variação média registrada no utilitário esportivo apresentou queda de 20,6%, passando de R$ 111.877,00 para R$ 88.835,00.
 
O fato de a maioria dos veículos a diesel ser importado e ter alto custo no pós-venda são alguns dos fatores que ajudam a explicar o percentual elevado de queda de preços no período.
 
Já os veículos bicombustíveis tiveram baixa de 6,5%. O Citroën Aircross 1.6 16V, ano/modelo 2013, com câmbio manual, é um exemplo desse tipo de automóvel, que mais desvalorizou. As informações do banco de dados apontaram queda de  19,1%. Em 2013 o veículo era comercializado por R$ 60.575,00. Neste ano seu preço passou para R$ 49.012,00.
 
Em contrapartida, os carros que apresentaram menor diminuição foram os movidos a etanol, com depreciação de 6,2%. O Chevrolet Classic 1.0 8V, ano/modelo 2005, com câmbio manual, foi o que apresentou maior redução. O sedã recuou 7,8% passando de R$ 15.993,00 passou a valer R$ 14.750,00, em 2014.
 
É importante ressaltar que durante a análise, o Índice WebMotors excluiu os veículos híbridos e os tetrafuel por não terem amostragem suficiente para  comparação. Ainda assim, no caso dos híbridos, o Ford Fusion 2.5 16V, com câmbio automático foi o único modelo com a quantidade de amostragens próximas do mínimo exigido para a checagem. Ele apresentou 6,3% de queda no período, passando de R$ 81.586,00 para R$ 76.450,00.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Fiat convoca influenciadores digitais para o lançamento do 500 elétrico

Moderno e tecnológico, o 500e terá campanha digital #SoltaRaio com influenciadores e públi…