A Toyota celebrou na última segunda-feira, 22 de agosto, cerimônia que marcou a conclusão de mais uma etapa do projeto de revitalização de sua planta localizada no município de São Bernardo do Campo (SP), a primeira fábrica da companhia construída fora do Japão, com operações iniciadas em 1962. O evento também foi o ponto de largada da etapa latino-americana do projeto global “5 Continents Drive”, promovido pela Toyota Motor Corporation. Ambas as iniciativas fazem parte de uma das principais premissas da marca: fazer carros cada vez melhores.
A cerimônia contou com a presença do Chairman da Toyota Motor Corporation, Takeshi Uchiyamada, do CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil, Steve St. Angelo, do presidente da Toyota do Brasil, Koji Kondo, e outros executivos da empresa. Participaram também o vice-governador do Estado de São Paulo, Márcio França, a diretora do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Margarete Gandini, o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, além do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques, presidente da Investe São Paulo, Juan Quirós, entre outras autoridades.
O projeto, que recebeu o nome de São Bernardo ReBorn, registra um novo marco na história da fabricante com a inauguração do primeiro Centro de Pesquisa Aplicada da marca na América Latina, concebido para integrar atividades relacionadas à pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e fornecedores. Ali, foram alocados os departamentos de Engenharia, Compras, Regulamentação Veicular e Qualidade Assegurada, permitindo maior interação e sinergia entre as áreas para constituição de futuros projetos, bem como para um alinhamento ainda mais ágil e preciso na tomada de decisões. Nas novas instalações foi construído, ainda, um centro de design de produto da marca.
 
“O nosso Centro de Pesquisa Aplicada será a base para o desenvolvimento de produtos aqui no Brasil. As atividades no local incluem desde a concepção de melhorias nos modelos locais, teste de emissões, análise de matérias-primas até no desenvolvimento de acessórios, entre outras atribuições. De agora em diante, a Toyota do Brasil será capaz de contribuir de maneira ainda mais contundente no desenvolvimento dos próximos projetos para o mercado brasileiro, seguindo sempre a premissa global da companhia de produzir carros cada vez melhores”, disse Koji Kondo, presidente da Toyota do Brasil.
A Toyota investiu R$ 46 milhões para instalação da nova estrutura dentro do complexo industrial de sua planta em São Bernardo do Campo. A unidade do ABC Paulista é responsável por produzir peças para os modelos Corolla e Etios comercializados no Brasil, além de deter expertise, por meio de sua forjaria, na fabricação de bielas e virabrequins que equipam os motores de Camry e Corolla produzidos nos EUA. Atualmente, a planta da Toyota no Grande ABC emprega 1.400 colaboradores, divididos em três turnos de trabalho.
Em março de 2015, a Toyota do Brasil havia anunciado a conclusão da fase inicial do projeto São Bernardo ReBorn. Esta, que foi a primeira etapa de uma série de iniciativas no plano de revitalização da fábrica da Toyota no município de São Bernardo do Campo, consistiu na transferência da sede administrativa e comercial da empresa de São Paulo para o ABC Paulista, abertura do terceiro turno na forjaria e incorporação do conceito “Ecofactory” (reuso de água de chuva, instalação de painéis solares, entre outras iniciativas ambientais). Na ocasião, executivos e colaboradores celebraram a assinatura de um compromisso, firmado com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde as partes se comprometeram a unir esforços, a fim de aprimorar os processos produtivos d a empresa e aumentar a competitividade da Toyota perante a indústria automotiva nacional e global.
 
Projeto “5 Continents Drive” no Brasil
O Projeto “5 Continents Drive” da Toyota irá cobrir um trecho de 20.000 quilômetros no território latino-americano nos próximos três meses e meio, sendo promovido pela Toyota GAZOO Racing, empresa do grupo Toyota focada nas ações relacionadas aos esporte de performance automobilística.
O projeto teve início em 2014, sendo parte fundamental do compromisso global da fabricante em produzir carros cada vez melhores. O objetivo do “5 Continents Drive” é permitir que engenheiros e colaboradores da matriz da Toyota conheçam na prática as mais diversas condições de rodovias e pavimentações ao redor do mundo. Baseado na experiência adquirida após a rodagem, eles iniciam uma série de estudos técnicos para delinear os desafios em prol de uma melhoria substancial em cada veículo fabricado nos cinco continentes do planeta.
O projeto “5 Continents Drive” já passou por Austrália e América do Norte, em 2014 e 2015, respectivamente. Na América Latina, o projeto terá como ponto de largada o Brasil, saindo da região Sudeste e partindo, a partir dali, para as regiões Centro-Oeste e Nordeste, abrangendo testes reais nos grandes centros urbanos, como São Paulo, e em lugares altos e áreas onde a necessidade de usar a tração 4×4 é levada ao extremo.
 
O objetivo da etapa brasileira do projeto global da Toyota é cobrir cerca de 5.000 quilômetros. Mais de 30 engenheiros e técnicos da marca do Brasil e Japão estarão envolvidos na ação.
Além do Brasil, a caravana latino-americana do “5 Continents Drive” irá viajar por outros seis países da região: Argentina, Bolívia, Chile, Peru, Uruguai e Paraguai. Todo o portfolio produzido pela Toyota no continente – Corolla, Etios, Hilux e SW4 –, além de alguns modelos importados, tal como o híbridos Prius, serão submetidos aos mais rigorosos testes de durabilidade e confiabilidade até o final do ano.
A divisão da Toyota na América Latina e Caribe foi criada em 2013, com a nomeação de Steve St. Angelo como CEO. Desde então, o Market share da marca na região saltou de 5,3% para aproximadamente 10%.
“O anúncio de hoje reforça o compromisso da Toyota com o Brasil e toda a América Latina. O projeto ‘5 Continents Drive’ nos permitirá compreender de maneira mais profunda a verdadeira condição de direção na região. O Centro de Pesquisa Aplicada nos permitirá realizar mudanças mais rápidas em direção à nossa missão de desenvolver carros cada vez melhores”, declarou Steve St. Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

VW Amarok V6 com 258 cv é a picape média mais potente e rápida do País

Aceleração de 0 a 100 km/h em 7,4 segundos, semelhante a modelos esportivos da marca Acele…