A redução da velocidade em algumas das principais vias da cidade de São Paulo tem dividido opiniões em relação às vantagens e desvantagens de trafegar em até 50 km/h. Criada com o objetivo de prevenir novos casos de acidentes com vítimas fatais, o fato é que a exigência ajuda a preservar o bom estado do veículo, aumentando sua vida útil. Segundo informações da fabricante mundial de amortecedores, Monroe, o novo limite diminui o trabalho da suspensão.
O coordenador de Treinamento Técnico da empresa, Juliano Caretta, explica que a regra atual provoca a diminuição da intensidade de absorção dos choques e vibrações. “O impacto de passar em um buraco ou lombada a 50 km/h é menor do que a 70km/h, o que prolonga a durabilidade da suspensão”, informa Caretta. “Em baixa velocidade também haverá uma parada mais curta e um trabalho um pouco mais suave dos componentes do freio”.
De acordo com o especialista, a redução da velocidade também promove a diminuição do consumo de combustível. Porém, é importante salientar que congestionamentos, a pressão dos pneus, a rotação do motor, as constantes trocas de marcha, o uso do ar condicionado e, até mesmo, rodar com as janelas abertas diminuem essa economia.
Outras ações como revisar o veículo periodicamente, seguindo as instruções da fabricante, abastecer com combustível de qualidade e instalar peças com o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), também ajudam na conservação do veículo e segurança do motorista e passageiros.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

BMW do Brasil disponibiliza abertura de porta pelo celular e smartwatch para Z4 e Série 1 M135i

BMW Digital Key para iPhone permite que os clientes da marca consigam abrir o carro pelo s…