Home Notícias Trânsito intenso desgasta componentes da suspensão

Trânsito intenso desgasta componentes da suspensão

Comentários desativados em Trânsito intenso desgasta componentes da suspensão
Congestionamentos diários, típicos dos grandes centros urbanos, aceleram o desgaste dos componentes da suspensão, comprometendo a segurança do veículo. A Monroe, empresa de desenvolvimento e fabricação de amortecedores, alerta para a importância da revisão periódica, principalmente se o automóvel trafegar nestas condições. Se for aproveitar o Carnaval para pegar a estrada, a recomendação se faz ainda mais necessária. 
Juliano Caretta, coordenador de Treinamento Técnico da Monroe, explica que, embora o carro ande em baixa velocidade, as constantes frenagens podem prejudicar os itens de segurança, pois provocam a transferência de peso, sobrecarregando freios, pneus, molas, amortecedores e outros componentes da suspensão. “É recomendado fazer a revisão antes de qualquer viagem, principalmente se o carro for submetido constantemente ao trânsito intenso”, ressalta Caretta. “Se os amortecedores não estiverem em bom estado, o congestionamento aumentará consideravelmente o desgaste prematuro de vários componentes, elevando os riscos de acidentes.”
A afirmação do especialista é comprovada por estatísticas. A imprudência do condutor e a falta de manutenção veicular são os principais causadores de acidentes, segundo levantamento de da Polícia Rodoviária de São Paulo, em agosto de 2014. 
Revisões
O amortecedor é um dos principais itens de segurança veicular. A peça controla a movimentação das molas da suspensão e mantém os pneus em contato permanente com o solo, proporcionando estabilidade, segurança, conforto e boa dirigibilidade. 
Recomenda-se a revisão dos amortecedores a cada 10 mil quilômetros, quando o proprietário perceber qualquer problema na suspensão ou conforme especificações da montadora.
Vale ressaltar que o período pode variar de acordo com as condições de uso do automóvel. Veículos que trafegam em estradas bem pavimentadas e não são submetidos constantemente ao trânsito intenso tendem a apresentar menor desgaste, comparado aos que circulam por pistas irregulares.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Tour virtual à exposição especial “25 Anos do Boxster” no Museu da Porsche

44º Dia Internacional dos Museus em 16 maio de 2021 Os museus cuidam de tesouros e contrib…