Home Notícias Vagas preferenciais em estacionamentos facilitam a vida de idosos e deficientes em Teresina

Vagas preferenciais em estacionamentos facilitam a vida de idosos e deficientes em Teresina

Comentários desativados em Vagas preferenciais em estacionamentos facilitam a vida de idosos e deficientes em Teresina

 

 
Estacionar em cidades  com o trânsito intenso não é tarefa fácil. Para os idosos e deficientes o estresse é ainda maior, tendo em vista o desrespeito das pessoas em relação a esses grupos. Foi visando à melhoria na qualidade de vida dessas pessoas  que foi regulamento a lei que garante vaga preferencial para idosos e deficientes.
 
Regulamentados e garantidos a partir da vigência das resoluções 303 e 304/08 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), as vagas de estacionamento preferencial para idosos e deficientes em Teresina atendem a resolução Nacional, que determina que todas as cidades brasileiras são obrigadas a destinar 3% das vagas de estacionamento público para idoso e 2% para pessoas com deficiência.
 
Desta forma, desde 2008, a pessoa que deseja ter acesso às vagas preferenciais e que se encontram nesse perfil, pode solicitar na Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) o direito a tal benefício; no caso de pessoa idosa, ele deve dirigir-se até o local munido dos documentos pessoais como cópia do RG, CPF, documento do carro, habilitação e comprovante de residência.
 
Para os portadores de deficiência o processo é diferente e realizado em conjunto com a Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (Semtcas). O solicitante deve direcionar-se a um dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de sua localidade levando além dos documentos pessoais, cópia do laudo médico comprovando a deficiência.
 
Em um prazo de mais ou menos cinco dias o usuário já recebe o cartão, que deve ser utilizado no painel do carro ou em algum lugar de forma a facilitar sua identificação. “Os fiscais estão autorizados a multar caso seja observado algum de tipo de infração desse tipo. É determinado que estacionar o veículo em desacordo com a sinalização para vagas exclusivas é uma infração leve, que enseja três pontos na habilitação, além de uma multa no valor de R$ 54 reais e remoção do veículo”, explica o gerente de Licenciamento e Concessão da Strans, Édmo Graciano.
 
O cartão tem validade de um ano e a renovação é feita na própria Strans. Somente no ano passado, segundo dados da Superintendência, cerca de 600 cartões de acesso a estacionamento preferencial foram emitidos.
 
Para o chefe de Divisão e Expedição de Documentos da SEMTCAS, Valmir Alexandrino, a medida é válida e que é necessário das pessoas mais respeito.  “O objetivo dessa medida é justamente facilitar o acesso aos estacionamentos de Teresina.  Nós temos um trânsito complicado e para essas pessoas é ainda mais, já que, além de ter essa superlotação esses espaços são diariamente desrespeitados. Então, essa medida vem para  melhorar o acesso, evitando complicações ou constrangimento, mas ainda falta por parte da população uma maior educação e respeito”, afirma.
 
“A pessoa com deficiência, que utiliza cadeira de rodas,  não tem condição de fazer grandes percursos, ela não tem condição de estacionar o seu carro em qualquer lugar, então é necessário que haja a compreensão e o respeito de todos. O estacionamento prioritário é um dos meios que garante a segurança às pessoas que têm a locomoção reduzida”, esclarece o presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência,  Antenilton Marques.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Stellantis registra forte receita líquida do primeiro trimestre e crescimento em todas as regiões

As projeções de desempenho global do Grupo para o ano estão mantidas, com projeção de expa…