No primeiro trimestre, o acumulado de 8.459 unidades licenciadas significou 39% mais se comparado com igual período de 20

As dezessete marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 3.457 unidades, anotaram em março alta de 34,1% em relação a fevereiro último, quando foram vendidas 2.577 unidades importadas. Ante igual período de 2017, o resultado de março é 40,9% maior. Foram 3.457 unidades contra 2.453 veículos emplacados em março do ano passado.

No acumulado, as associadas à Abeifa anotaram 8.459 unidades importadas licenciadas, alta de 39% em relação às 6.084 unidades emplacadas no primeiro trimestre de 2017.

As cinco marcas que mais venderam, no trimestre, foram a Kia Motors (3.017 unidades), Volvo (1.095), Jac Motors (1.060), Lifan (719) e BMW (540). No mês de março, as posições não se alteram: Kia Motors (1.416), Volvo (449), Jac (436), Lifan (239) e BMW (226).

Participações – Em março último, o total de 3.457 unidades importadas da Abeifa significou 1,7% do mercado interno, que emplacou 200.101 automóveis e comerciais. Se considerado somente a importação total, as associadas à Abeifa responderam por 14,4% (do total de 24.015 unidades importadas).

Em outro cenário, de produtos nacionais fabricados por afiliadas à entidade mais o volume importado, as 17 empresas licenciaram 5.167 unidades licenciadas em março. Com esse total, a participação das associadas à Abeifa manteve-se no patamar 2,58% do mercado interno de autos e comerciais leves (200.101 unidades).

Produção local – Entre as associadas à Abeifa, que também têm produção nacional, BMW, Chery, Jaguar Land Rover e Suzuki fecharam o mês de março com 1.710 unidades emplacadas, total que representou alta de 37% em relação a fevereiro de 2018. Comparado a março do ano passado, a alta é de 39%, quando foram emplacadas 1.230 unidades nacionais.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford é reconhecida como líder global em conservação de água e sustentabilidade

A Ford também recebeu, pelo terceiro ano consecutivo, nota A- pelos seus esforços integrad…