A comercialização de motocicletas registrou alta de 13,95% no acumulado de janeiro a agosto

De acordo com dados de emplacamentos, divulgados pela FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, nesta segunda-feira, 2 de setembro, as vendas de veículos apresentaram crescimento de 11,27% no acumulado de janeiro a agosto, ante o mesmo intervalo de 2018, somando 2.615.519 unidades emplacadas, considerando automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros.

Segundo o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior, o resultado segue apoiado nas Vendas Diretas. “No acumulado de janeiro a agosto, as Vendas Diretas representaram fatia de 45,12% dos emplacamentos de Automóveis e Comerciais Leves, contra 41,51% no mesmo período de 2018. O varejo cresceu 2,57% nesse período, enquanto as Vendas Diretas avançaram 17,23%”, comentou o Presidente da entidade.

Porém, o desempenho mensal do mercado total apontou leve queda, segundo os dados da FENABRAVE. As 347.091 unidades vendidas em agosto representaram retração de 0,67% sobre julho, e de 1,5% sobre as vendas de agosto de 2018. “O mercado tem se mantido estável, nos últimos meses. A variação negativa, observada em agosto, está relacionada ao menor número de dias úteis (22 dias em agosto contra 23 dias em julho). Nessa comparação, a média diária registrou crescimento de 3,91%”, explicou Assumpção Júnior, confirmando a tendência de crescimento do mercado.

Assumpção Jr. comentou, ainda, a relação do desempenho do mercado com o atual cenário econômico e político do País. “Enquanto não forem aprovadas as Reformas necessárias, tanto os consumidores quanto os empresários estarão em compasso de espera para fazerem investimentos. Este sentimento não é só com a Distribuição de Veículos. Todos os setores da economia estão vivendo a mesma situação”, complementou o Presidente da entidade.

Desempenho dos segmentos

Os segmentos de Automóveis e Comerciais Leves apresentaram, de janeiro a agosto, alta de 8,71% sobre o mesmo intervalo do ano passado, somando 1.711.797 unidades.

Na mesma comparação, o mercado de caminhões continua em ascensão, apontando avanço de 40,92%, somando 65.446 unidades. As vendas de implementos rodoviários acompanharam esse mesmo ritmo, registrando alta de 51%, com 42,5 mil unidades comercializadas.

A comercialização de motocicletas registrou alta de 13,95% no acumulado de janeiro a agosto, totalizando 708.871 unidades.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Instituto Nissan seleciona projetos vencedores do Inova-san

Em sua 1ª edição, programa que visa impulsionar a educação empreendedora na região Sul Flu…