O viaduto ferroviário que faz parte do complexo de obras da Ponte Anselmo Dias foi liberado para o trânsito. Os trens voltaram a passar pelo local no último fim de semana, e o vão aberto sob a ponte ferroviária deve facilitar o andamento da construção do prolongamento da Avenida Cajuína. A expectativa da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sudeste é que a obra seja concluída no primeiro bimestre de 2017.
O prolongamento da Cajuína terá quase dois quilômetros de extensão e duas pistas de rolamento de 11 metros cada, além de canteiro central e ciclovia do lado direito e passeio dos lados direito e esquerdo. Ele passará sob o viaduto ferroviário, que fica paralelo à Avenida dos Ipês, e se ligará até a Ponte Anselmo Dias, que liga as avenidas José Francisco de Almeida Neto (zona Sudeste) e Gil Martins (zona Sul).
“As alças de acesso já estão feitas, assim como o meio fio. Falta apenas o revestimento asfáltico. Esperamos que no início do ano tudo esteja pronto”, diz Márcia Santos, superintendente de Desenvolvimento Urbano Sudeste.
Inaugurada em setembro, a Ponte Anselmo Dias e todas as obras de apoio (prolongamentos das avenidas Cajuína, Gil Martins e José Francisco de Almeida Neto e viaduto ferroviário) são resultado de um investimento de quase R$ 70 milhões, financiado pelo PAC Mobilidade.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

GM apresenta sua primeira picape 100% elétrica

HUMMER EV conta com potência estimada de 1.000 cv, baterias Ultium com autonomia superior …