A Volkswagen está se reposicionando completamente. O Conselho de Administração da marca Volkswagen decidiu pela adoção do programa TRANSFORM 2025+, que irá estabelecer o caminho da marca ao longo da próxima década e mais além. A nova estratégia é focada num claro posicionamento da marca através das várias regiões e segmentos, respaldado por avanços significativos em eficiência e produtividade. No mesmo período, a marca fará investimentos massivos em mobilidade elétrica e conectividade. Clientes entusiasmados, força nos ganhos garantindo um futuro seguro, mobilidade sustentável e uma nova cultura de equipe serão a base para a jornada da marca Volkswagen rumo ao futuro. A síntese da nova visão, válida para o mundo inteiro é: “Volkswagen: Moving People Forward” (“Volkswagen. Levando Pessoas para Frente”).
O Dr. Herbert Diess, presidente do Conselho de Administração da Marca Volkswagen declarou em Wolfsburg: “Nossos objetivos são elevados e nossa estratégia é muito ambiciosa. Queremos ganhar com as mudanças e levar a Volkswagen à liderança da nova indústria automotiva com determinação. Ao longo dos próximos anos, a Volkswagen mudará radicalmente. Poucas coisas continuarão como são hoje. Em última instância, a nova estratégia é um grande programa de transformação.”
Transformação em três fases
A reorientação da marca Volkswagen deverá acontecer em três fases. Na Fase 1, até 2020, a marca estará reestruturando completamente seu negócio principal e realizando uma transformação completa ao longo de toda a cadeia de valores. Ao mesmo tempo, a empresa vai desenvolver novas competências. Na Fase 2, até 2025, a Volkswagen pretende assumir a liderança em mobilidade elétrica com base em sua força recuperada como uma fabricante de alto volume proeminente e lucrativa. A estratégia para esta fase visa criar uma base de ganhos mais ampla, como, por exemplo, através de novos serviços de mobilidade. A Volkswagen também deseja desempenhar um papel fundamental na conformação da grande transformação na indústria esperada para depois de 2025. O objetivo é alcançar um papel de liderança no novo mundo da mobilidade até 2030.
Volkswagen visa uma posição global de “topo de volume”
Um elemento chave da nova estratégia é o posicionamento no topo do segmento de volume, próximo aos concorrentes mais importantes. Até agora, a Volkswagen só alcançou seu objetivo de tornar-se uma fabricante de “topo de volume” na China e na Europa. No futuro, a Volkswagen visa conquistar essa posição através de todo o mundo através do realinhamento de sua estratégia de produto – com uma ofensiva na área dos SUVs no primeiro estágio e com a onda de eletrificação no segundo estágio. Outro elemento da nova estratégia é um sistema de marca global uniforme e um novo conceito de design.
Ofensiva rumo à mobilidade elétrica
No futuro, a mobilidade elétrica fará parte do núcleo da marca Volkswagen. “A partir de 2020, estaremos lançando nossa grande ofensiva de mobilidade elétrica. Como fabricante de alto volume, queremos desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento do carro elétrico.  Não estamos mirando em produtos de nicho, mas o coração do mercado automobilístico. Até 2025, queremos estar vendendo um milhão de automóveis elétricos por ano e ser líderes em mobilidade elétrica no mercado mundial. Nossos futuros carros elétricos serão a nova marca registrada da Volkswagen”, afirmou o CEO da marca.
A ofensiva rumo a mobilidade elétrica será financiada por um grupo de medidas que inclui a descontinuação de certos modelos convencionais e de versões de baixo volume e baixa lucratividade. Isto irá liberar fundos acima de 2,5 bilhões de euros para a mobilidade elétrica.
Protagonismo em conectividade
A marca vai desenvolver sua própria plataforma digital. Adotando esse enfoque, a Volkswagen estará se aproximando dos clientes por um lado e, por outro, desenvolvendo novos potenciais de ganhos através de um abrangente leque de serviços. Até 2025, a Volkswagen espera ter cerca de 80 milhões de usuários ativos em todo o mundo. Isto significa que a marca terá o ecossistema digital líder em toda a indústria automobilística.
A Volkswagen estima que seu faturamento de vendas proveniente de veículos interconectados alcançará um bilhão de euros por ano até 2025 e espera uma significativa contribuição nos ganhos dessa área de negócios.
Mudanças nas regiões
Na América do Norte, a Volkswagen quer passar de uma fornecedora de nicho a uma relevante e lucrativa fabricante de alto volume. Segundo Diess: “Vamos incrementar significativamente nossas atividades nos Estados Unidos. O foco principal será nos segmentos chave no país, como grandes SUVs e sedãs. Vamos desenvolver fortemente nossas linhas nesses segmentos. Num segundo estágio, traremos nossos carros elétricos para a América do Norte. Ao longo dos próximos anos, faremos consideráveis investimentos em infraestrutura elétrica.” A produção local de veículos com a plataforma elétrica MEB deve começar em 2021.
Na China, a Volkswagen quer reforçar a posição de alto volume que já conquistou. Isto será alcançado através de uma ofensiva de SUVs e pelo rápido lançamento de veículos elétricos. Na China, a Volkswagen também deseja aproveitar o potencial desse segmento da economia em forte crescimento. Já foi iniciado o trabalho de desenvolvimento de modelos apropriados. Em outros mercados, como a Índia, América do Sul e Rússia, a Volkswagen também pretende desenvolver esse segmento econômico.
Transformação da cultura corporativa e organização
A ofensiva estratégica deverá ser apoiada por uma abrangente reforma organizacional. A reorganização visará a agilidade, um maior espírito empreendedor, uma cultura de discussão mais transparente, hierarquias mais horizontais e modelos de trabalho mais flexíveis. Isto será respaldado por uma nova missão corporativa – com objetivos específicos no tocante à força lucrativa, sustentabilidade e atratividade como empregadora – assim como através de um novo modelo de liderança e uma campanha de integridade com ampla base.

Crescimento lucrativo através de maior faturamento de vendas e menores custos
O Conselho de Administração da marca espera um significativo aumento no faturamento de vendas ao longo dos próximos 10 anos devido à implementação do programa TRANSFORM 2025+. Ao mesmo tempo, a lucratividade da marca deverá crescer de forma considerável. A margem operacional deverá dobrar de cerca de 2% em 2015 para 4% até 2020, com um aumento adicional para 6% até 2025. Outras melhorias são esperadas para após 2025.
Um passo fundamental para garantir com lucratividade o futuro da marca será o pacto para o futuro apresentado em 18 de novembro. Especificamente, o pacto para o futuro deve ter um impacto positivo nos ganhos de 3,7 bilhões de euros por ano até 2020, com as instalações na Alemanha responsáveis por 3 bilhões de euros.
Ao longo dos próximos anos, a marca Volkswagen manterá seus investimentos estáveis na casa de 4,5 bilhões de euros. Juntamente com a força dos melhores ganhos operacionais, isto irá resultar num significativo fluxo de caixa positivo em médio prazo.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Suzuki Jimny vem com novidades na linha 2022

Disponível em quatro versões, SUV traz atualizações estéticas e mantém o mesmo DNA 4×…