\"\" 
 
A Volkswagen do Brasil comemorou no domingo, 24 de março, o décimo aniversário do lançamento do Gol Power 1.6 Total Flex, primeiro modelo no País capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção
 
A tecnologia que deu ao consumidor brasileiro liberdade de escolha e a possibilidade de optar pelo combustível mais econômico foi inteiramente desenvolvida no Brasil e é apontada internacionalmente como exemplo de contribuição da indústria automobilística à sustentabilidade e à preservação ambiental.
 
"O desenvolvimento do motor flexível foi uma grande revolução da indústria nos últimos anos, e a Volkswagen do Brasil se orgulha de mais esse pioneirismo. A empresa foi a primeira fabricante do Brasil a oferecer todos os seus modelos nacionais com motores Total Flex. As contínuas inovações retratam bem a trajetória de sucesso dos 60 anos da marca no Brasil", declara o presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall.
 
Atualmente, mais do que toda a sua gama de veículos nacionais com propulsores flexíveis, a Volkswagen oferece no mercado brasileiro modelos fabricados em outros países que utilizam motores Total Flex. O Jetta Comfortline 2.0 é importado do México e conta com motor Total Flex. O Space Cross, que é fabricado na Argentina, também conta com o motor 1.6 Total Flex.
 
Desde o lançamento do primeiro modelo Total Flex, a Volkswagen do Brasil já comercializou 4.786.110 veículos flexíveis (dados acumulados de março de 2003 a fevereiro de 2013). A marca dos 5 milhões deverá ser superada ainda no ano de 2013. A gama atual de motores Total Flex inclui versões com 1,0l, 1,4l, 1,6l e 2,0l de cilindrada.
 
Sucesso imediato
 
Desde que foi lançada, em março de 2003, a inovadora tecnologia Total Flex teve sucesso imediato. Três anos depois de chegar ao mercado, a tecnologia Total Flex já alcançava a marca dos 500 mil veículos comercializados no Brasil, marco atingido em março de 2006.
 
Já no ano seguinte, em maio de 2007, a Volkswagen comemorava o recorde de 1 milhão de veículos Total Flex vendidos. A marca do segundo milhão de modelos flexíveis comercializados no País foi registrada em fevereiro de 2009. Em agosto de 2010, a Volkswagen celebrou as 3 milhões de unidades com motores Total Flex vendidas no Brasil, e, em janeiro de 2012, chegou às 4 milhões de unidades.
 
\"\"
 
O Gol, veículo mais produzido, vendido e exportado da história da indústria automotiva brasileira, acumula mais de 2,1 milhões de unidades comercializadas com o motor Total Flex, desde março de 2003 a fevereiro de 2013. O Fox, que estreou no Brasil o motor 1.0 Total Flex em outubro de 2003, ultrapassou a marca de 1 milhão de unidades comercializadas, desde o seu lançamento.
 
Tecnologia avançada
 
A tecnologia que possibilita o uso de gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção utiliza parte dos componentes existentes nos carros movidos exclusivamente a gasolina. No sistema Total Flex, a composição do combustível é determinada pela análise dos gases do escapamento e, a partir dessa informação, o sistema de gerenciamento eletrônico do motor se adapta para proporcionar o melhor desempenho e o máximo de economia de combustível.
 
O sistema flexível tem um complexo desenvolvimento de software capaz de, em segundos, adaptar o motor ao combustível presente no tanque. A implantação do sistema Total Flex exigiu também a adaptação de vários componentes e sistemas, que precisaram ser protegidos da ação corrosiva do etanol. Entre eles figuram o tanque, bomba e condutos de combustível, válvulas e sedes de válvulas, bicos de injeção, velas de ignição, catalisador e sistema de escapamento.
 
Desde o seu lançamento, os motores Total Flex continuaram a ser desenvolvidos, visando sempre a maior eficiência energética e, consequentemente, a redução de emissões. O desenvolvimento da tecnologia eletrônica possibilitou a elevação da taxa de compressão, por exemplo, melhorando o desempenho quando o etanol é utilizado, sem prejudicar o funcionamento do motor apenas com gasolina. Esses aprimoramentos contínuos elevaram a potência do motor 1,6 litro Total Flex para até 104 cv (etanol).
 
Outro avanço da Volkswagen na tecnologia flexível foi a adoção do sistema de partida a frio sem necessidade de tanque auxiliar de gasolina, lançado em março de 2009, no modelo Polo E-Flex. Atualmente a tecnologia está presente no Polo BlueMotion.
 
Lançamento dos modelos Total Flex – cronologia
 
Março de 2003 – Gol Power 1.6 Total Flex (primeiro carro com motor flexível do Brasil)
Agosto de 2003 – Parati 1.6 e Saveiro 1.6 Total Flex
Outubro de 2003 – Fox 1.0 Total Flex (primeiro motor flex de 1,0 litro) e 1.6
Janeiro de 2005 – Polo Hatch e Sedan Total Flex 1.6 Total Flex
Fevereiro de 2005 – Gol, Parati e Saveiro 1.8 Total Flex
Março de 2005 – Gol 1.0 Total Flex
Abril de 2005 – CrossFox 1.6 Total Flex
Dezembro de 2005 – Kombi 1.4 Total Flex
Março de 2006 – Golf 1.6 Total Flex
Junho de 2008 – Golf 2.0 Total Flex
Outubro de 2008 – Polo GT e Polo Sedan 2.0 Total Flex
Março de 2009 – Polo E-Flex
Julho de 2009 – Bora 2.0 Total Flex
Abril de 2011 – Jetta 2.0 Total Flex
Julho de 2011 – Polo BlueMotion 1.6 E-Flex
Julho de 2012 – Novo Gol 1.0 e 1.6 Total Flex
Julho de 2012 – Novo Voyage 1.0 e 1.6 Total Flex
Evolução das vendas dos modelos Total Flex – cronologia
Março de 2006 – 500.000 de unidades vendidas
Maio de 2007 – 1.000.000 de unidades vendidas
Fevereiro de 2009 – 2.000.000 de unidades vendidas
Agosto de 2010 – 3.000.000 de unidades vendidas
Janeiro de 2012 – 4.000.000 de unidades vendidas
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

PRF determina suspensão e recolhimento de radares móveis

Ordem ocorre após determinação da Presidência ser publicada no DOU A Polícia Rodoviária Fe…