Sucesso nos vocacionais, o Constellation 24.260 e o 17.260 estão disponíveis para qualquer aplicação

Os caminhões Constellation 24.260 e 17.260 chegam agora para atender pedidos de clientes das mais variadas operações, após conquistar o segmento vocacional. Exclusivamente oferecidos com pacote Robust e itens que seguem o conceito “menos você não quer, mais você não precisa”, os modelos se traduzem na oferta ideal para quem busca um custo de aquisição menor e os atributos de campões de vendas: robustez e alta disponibilidade, sem abrir mão do conforto.

Independentemente de ser a versão 6×2 ou 4×2, sua configuração foi projetada para conferir facilidades no dia a dia. A vocação para o trabalho pesado se evidencia no visual mais robusto, com parachoque curto e metálico para maior ângulo de ataque e uma durabilidade superior do conjunto. Com condução simples, os modelos contemplam, exclusivamente, a opção da cabine estendida, reconhecida por seu amplo espaço interno e ergonomia para percorrer curtas e médias distâncias.

Para o melhor desempenho nesses trajetos, estão equipados com o motor MAN D08 e tecnologia EGR. A potência de 256 cavalos e o torque de 900 Nm derivam da parametrização já aprovada nos modelos vocacionais Compactor e Constructor. Esta solução dispensa o abastecimento com Arla 32 e os veículos ainda vêm com um tanque de combustível que garante maior autonomia que seus principais concorrentes, tudo sob medida para suas aplicações. A nova transmissão Eaton, de seis marchas, complementa a lista de atributos, com uma troca de marcha fácil para elevar o conforto diário da condução.

“Essa combinação é um dos diferenciais que preparamos para simplificar a logística operacional desses veículos, o que juntamente com uma manutenção otimizada proporciona alta produtividade e o maior tempo possível para o transporte de cargas”, explica Andria Giusti, engenheira de Marketing de Produto.

Nesses caminhões Constellation, o cliente encontra uma opção para serviços que requeiram alta flexibilidade como baú carga geral, carga seca, frigorífico e sider, entre outras. “Os veículos chegam para expandir nossa oferta de semipesados, segmento no qual temos uma preferência histórica no mercado, e se caracterizam como novos modelos de entrada para quem quer um custo de investimento reduzido”, indica.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias

Veja também

Fiat celebra 100 anos de história na Argentina

A expansão da Fiat na Argentina inicialmente se baseou na comercialização das últimas novi…