Os pilotos franceses Sébastien Ogier e Julien Ingrassia reencontraram o caminho da vitória – desta vez no asfalto: a Volkswagen venceu o rali da Alemanha pelo segundo ano consecutivo. Da mesma forma como no ano passado, Ogier e Ingrassia venceram a nona etapa desta temporada do Campeonato Mundial de Rali da FIA (WRC) com o Polo R WRC, aproveitando a pequena vantagem de abrir o caminho na primeira prova do ano realizada totalmente no asfalto. 
Condições extremamente difíceis, que variaram do asfalto seco ao concreto molhado, tornaram a escolha de pneus um verdadeiro desafio neste final de semana. Ogier e Ingrassia fizeram uma exibição digna de campeões mundiais, aumentando sua liderança no campeonato de pilotos e copilotos em 14 pontos, atingindo um total de 59 pontos na temporada. Seus rivais mais próximos, os holandeses Andreas Mikkelsen e Anders Jæger, deixaram por pouco de conquistar a segunda colocação num emocionante final e tiveram que se contentar com o quarto lugar.
A dupla finlandesa Jari-Matti Latvala e Miikka Anttila, pilotando o terceiro Polo R WRC, se recuperou de uma quebra no câmbio na sexta-feira, faturando dois pontos extras no Power Stage, trecho final da competição. Eles também lutaram para conseguir terminar em oitavo na categoria WRC, contribuindo para um importante passo da Volkswagen na defesa de seu título no campeonato dos fabricantes.
 

Disputa acirrada pelo segundo lugar – Mikkelsen e Jæger perdem por pouco e terminam em quarto
Emoção até o final: os holandeses Andreas Mikkelsen e Anders Jæger mais uma vez se viram envolvidos numa acirrada disputa entre três concorrentes pelo segundo lugar no último dia do rali da Alemanha. Devido à iminência da chuva, eles optaram por três pneus de competição macios e três duros para a disputa dos três estágios especiais finais da competição. Desta forma, tiveram um pneu sobressalente além de seus rivais – mas com a opção de ter mais pneus de chuva para as condições de pista molhada. A chuva não chegou a cair, mas Mikkelsen e Jæger fizeram de tudo para conseguir o segundo lugar. Mesmo assim, foram forçados a pagar o preço de levar um peso extra de cerca de 20 quilos, superaquecendo os freios. No final, ficaram em quarto lugar, apesar de um desempenho extremamente forte em todos os dias da prova.
 
A dupla ocupando o segundo lugar no campeonato disputou um apertado duelo pela liderança com seus colegas de equipe da Volkswagen Ogier e Ingrassia na sexta-feira e no sábado, que terminou pela vitória do tricampeão mundial na legendária “Panzerplatte”, trecho em que os carros literalmente voam na pista.
Uma atmosfera fantástica no primeiro evento do ano no asfalto
Milhares de fãs na “Panzerplatte” e ao longo dos estágios especiais nos vinhedos: o primeiro evento do ano realizado no asfalto não se resumiu apenas a um grande desafio técnico e de pilotagem, mas foi palco de uma atmosfera quase hipnotizante. O WRC completou os três dias de etapas classificatórias nos arredores de Tier, com características de asfalto completamente diferentes nas três ocasiões. A decisão inicial a favor de Sébastien Ogier e Julien Ingrassia aconteceu na “Panzerplatte”, que com seus largos trechos de concreto margeados por menires marcou o sábado no rali. Na sexta-feira, nas estreitas estradas asfaltadas atravessando os vinhedos, uma luta acirrada pela liderança ocorreu entre as duplas Mikkelsen/Jæger e Ogier/Ingrassia. No domingo, os trechos denominados “Drohntal” e “Sauertal”, que pela primeira vez fizeram parte do Power Stage, foram cenário de uma performance espetacular dos competidores, com uma combinação de sequências sinuosas e seções de alta velocidade.
 
Liderança no WRC aumenta, com Ogier e Ingrassia 59 pontos à frente de Mikkelsen e Jæger
Um passo importante no campeonato mundial para Sébastien Ogier e Julien Ingrassia na pontuação de pilotos e copilotos e para a Volkswagen na classificação das fábricas: com a quinta vitória para a marca na temporada, a terceira para Ogier e Ingrassia, a equipe chegou um pouco mais perto de garantir os três títulos em disputa. Ogier e Ingrassia têm agora 169 pontos, 59 a mais do que Mikkelsen e Jæger, segundo colocados na classificação geral. Latvala e Anttila estão na quinta posição, com 80 pontos a menos. Entre as fabricantes, a Volkswagen garantiu uma liderança de 55 pontos.
Isto significa que Ogier e Ingrassia já poderão garantir seus títulos entre os pilotos e copilotos caso vencerem a próxima etapa, o rali da França, na Córsega. 
Power Stage: dois pontos extras para Latvala e um para Ogier
Para Jari-Matti Latvala e Miikka Anttila, o final do rali da Alemanha foi consolador. Na sexta-feira, eles haviam sido forçados a abandonar devido à quebra do câmbio de seu Polo R WRC após percorrerem apenas alguns quilômetros, mas retornaram com força no sábado e domingo, garantindo dois pontos extras pelo segundo tempo mais rápido no Power Stage. O ponto final do Power Stage ficou para Ogier e Ingrassia, que superaram a dupla de espanhóis Dani Sordo e Marc Martí por um milésimo de segundo – uma vantagem equivalente a apenas três centímetros!
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …