Os novos trens de força serão usados e atualizados nos carros produzidos sobre a moderna plataforma modular SPA (Scalable Product Architecture).

A Volvo Cars dá um passo importante na estratégia de eletrificação de sua gama de veículos com o lançamento de novos motores híbridos, que estarão disponíveis em todos os seus modelos. Além disso, a marca atualizou seus dois motores híbrido plug-in, T8 e T6.

Nos próximos meses, a fabricante apresentará uma série de híbridos-leves, começando com versões a diesel e a gasolina nos utilitários esportivos XC90 e XC60. Esses modelos oferecerão, pela primeira vez, o avançado sistema de recuperação de energia cinética durante a frenagem, utilizado com os atuais motores a combustão interna para criar um novo trem de força eletrificado, identificado pela sigla “B”.

O novo powertrain interage com o sistema híbrido do carro e gera até 15% de economia no consumo de combustível e na redução de emissões.

Seguindo sua estratégia e para atender a forte demanda por modelos eletrificados, a Volvo Cars ajustou sua manufatura para que até 25% da produção total seja de carros híbridos plug-in. Além disso, a empresa espera que seu novo powertrain “B” se torne gradualmente o novo padrão, avançando em seu objetivo de produzir somente carros eletrificados em meados da próxima década.

Os novos trens de força serão usados e atualizados nos carros produzidos sobre a moderna plataforma modular SPA (Scalable Product Architecture).

O híbrido plug-in atualizado do T8, que gera até 420 hp de potência, recebe uma nova bateria para acompanhar o sistema avançado de recarga brake-by-wire. Com essa atualização, a autonomia dos motores T8, disponível para os modelos das linhas 90 e 60, aumentou cerca 15%.

A versão atualizada do híbrido plug-in T6, de menor potência e não disponível no Brasil, também oferece um aumento de cerca de 15% na autonomia e está disponível no Volvo V60 e no sedã S60.

O XC90 estará disponível com uma configuração de híbrido-leve B5* a gasolina ou diesel e B6* a gasolina. No XC60, o consumidor poderá escolher entre as opções de motores B5* a gasolina (tração dianteira ou integral) ou diesel, B4a diesel ou B6 a gasolina.

O utilitário esportivo de entrada XC40, que é construído na plataforma modular CMA (Compact Modular Architecture), também receberá novas opções eletrificadas, com o híbrido plug-in a gasolina T5 e, posteriormente, uma segunda opção híbrida plug-in, a T4.

*Não disponível para o Brasil

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Renault e concessionárias recuperam ambulâncias no Paraná

As três primeiras unidades começaram a ser recuperadas hoje, 03 de abril Em mais uma inici…