Aceleração de 0 a 100 km/h em 7,4 segundos, semelhante a modelos esportivos da marca

Aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 7,4 segundos e velocidade máxima de 190 km/h (limitada eletronicamente). Com estes números de causar inveja a qualquer esportivo, a Volkswagen apresenta a Amarok com motor 3.0 V6 TDI (turbodiesel) de 258 cv. Fabricada na planta de General Pacheco, na Argentina, as primeiras unidades da picape média mais potente do País desembarcam nas concessionárias da marca nas próximas semanas, para estabelecer um novo patamar em termos de performance e dirigibilidade na categoria.

Para conseguir extrair potência extra, a Volkswagen realizou um trabalho primoroso sobre o moderno motor 3.0 V6 TDI (turbodiesel), que já equipava a picape. Com uma nova calibração da ECU (central eletrônica), o propulsor passou dos 225 cv (165 kW) para 258 cv (190 kW), um ganho significativo de 33 cv (25 kW), ou 15%, entregues entre 3.250 rpm e 4.000 rpm. Juntamente com este ganho de potência, o torque foi elevado significativamente, passando de vigorosos 56,1 kgfm (550 Nm) para impressionantes 59,1 kfgm (580 Nm), o que representa um incremento de 5%. Esta força está totalmente à disposição do motorista entre 1.400 rpm e 3.000 rpm, garantindo robustez de sobra a todo momento.

Outra importante novidade em termos de performance é a função ‘Overboost’, que permite, durante 10 segundos, que o motorista tenha um incremento notável de 14 cv (10 kW), elevando a potência total da Amarok para 272 cv. Esta função está disponível quando a picape roda entre 50 km/h e 120 km/h. Este recurso é ideal para uma ultrapassagem em subida com a caçamba lotada, por exemplo. Depois de utilizada, a função ‘Overboost’ volta a estar disponível após apenas 5 segundos de intervalo.

Atrelado a este moderno e agora revigorado motor 3.0 V6 Turbodiesel continua a eficiente transmissão automática de oito marchas, que também passou por uma recalibração, para adequação aos novos padrões de potência e torque. A transmissão entrega trocas suaves e praticamente imperceptíveis, garantindo não apenas máximo conforto aos ocupantes, mas também elevada eficiência energética. Este câmbio permite ainda trocas manuais pela alavanca ou pelas aletas (Shift Paddles) atrás do volante.

Assim como a transmissão automática, a tração integral 4MOTION foi mantida, garantindo capacidade e segurança máxima, especialmente em situações fora de estrada, como em pisos de terra, cascalho ou muito acidentados. Outros recursos eletrônicos de série na picape Volkswagen são o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), HDC (Hill Descent Control ou Controle Automático de Descida), HSA (Hill Start Assist ou Assistente para Partida em Subida), BAS (Sistema de Assistência à Frenagem), ASR (Controle de Tração), EDS (Bloqueio Eletrônico do Diferencial), freios ABS off-road, RBS (sistema de frenagem na chuva), freios com discos ventilados nas rodas traseiras, airbags frontais e laterais para motorista e passageiro, e Post Collision Brake (sistema que para o veículo após uma batida frontal).

Uma das principais qualidades da Volkswagen Amarok é proporcionar um rodar suave e confortável igual a de um utilitário esportivo, independentemente da caçamba estar cheia ou vazia. Isso se deve à enorme quantidade de recursos tecnológicos e equipamentos voltados para o conforto e a comodidade não apenas do motorista, mas de todos os ocupantes.

Na configuração topo de linha Extreme, por exemplo, a Amarok oferece ar-condicionado digital Climatronic de duas zonas, bancos dianteiros (motorista e passageiros) com ajustes elétricos, câmera de ré, chave e chave reserva tipo canivete com comando remoto, função Coming & Leaving Home, Piloto Automático (controle automático de velocidade), display multifuncional com computador de bordo ‘Premium Color’, faróis bixênon com luz de condução diurna (DRL) em LED e regulagem de altura, faróis de neblina com luz de conversão estática, indicação de pressão dos pneus, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos elétricos, aquecíveis e rebatíveis eletricamente, sensores de chuva e crepuscular, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, travas e vidros (nas quatro portas) elétricos, sistema de alarme com comando remoto ‘keyless’, volante com regulagens de altura e profundidade, e bancos, volante multifuncional, alavancas de câmbio e de freio de estacionamento revestidos parcialmente em couro.

Em termos de conectividade, as configurações Highline e Extreme trazem de série a intuitiva central de infotainment Discover Media com App-Connect, CD-player/MP3, conexão Bluetooth, entradas USB, SD-card (2) e aux-in, sistema de navegação nativo e tecnologia de espelhamento de smartphone via Apple CarPlay e Android Auto.

Assim como tem acontecido com todos os modelos da Volkswagen, a Amarok terá uma oferta enxuta de versões, tornando a experiência de compra por parte do cliente ainda mais simples e de fácil entendimento. Com isso, a picape será ofertada em três versões de acabamento – Comfortline, Highline e Extreme – e duas de motores – 2.0 TDI (turbodiesel) de 180 cv e 3.0 V6 TDI (turbodiesel) de 258 cv. Todas cabine dupla.

Uma performance ainda mais robusta exige um design ainda mais arrojado. Junto com o motor 3.0 V6 TDI de 258 cv de potência, a Amarok passa a oferecer o pacote Black Style para a versão topo de linha Extreme na cor Mystic Black. Como o próprio nome diz, a picape da Volkswagen assume um visual ‘dark’, com a introdução de uma série de acessórios na cor preta.

São eles:
• Rodas de liga leve de 20 polegadas ‘Talca’ com acabamento em preto brilhante
• Para-choque traseiro em preto fosco
• Grade dianteira com frisos em Black Glossy e cromado
• Espelhos retrovisores externos em preto Ninja
• Estribos tubulares em aço em preto fosco
• Spoiler dianteiro em preto brilhante
• Frisos dos faróis de neblina em preto brilhante
• Detalhes de acabamento interno em preto brilhante

A Amarok tem medidas ideais para ser ágil no perímetro urbano e grande no transporte de carga. O melhor dos dois mundos, independente da necessidade. A picape tem 5.254 milímetros de comprimento, 3.097 milímetros de distância entre os eixos, 1.834 milímetros de altura e 1.944 milímetros de largura. Preparada para rodar grandes distâncias, o tanque de combustível tem capacidade para até 80 litros.

Já a caçamba tem uma capacidade volumétrica de 1.280 litros. Suas dimensões são 1.555 milímetros de comprimento, 580 milímetros de altura, 1.620 milímetros de largura e 1.222 milímetros entre as caixas de roda. A carga útil máxima, por sua vez, é de 1.156 quilos.

A Amarok é a mais completa das picapes médias oferecidas no mercado brasileiro. Se já era referência em trabalho pesado no campo e conforto na cidade, agora a mais indomada das picapes impressiona por uma performance típica de carros esportivos. Definitivamente, somente uma Amarok pode superar outra Amarok.

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…