Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

 

Apostando no prazer ao pilotar, o novo scooter da Yamaha mostra a evolução de um nicho (ainda) pouco explorado no Brasil. Os concorrentes estão vindo, e queremos este X-Max também!

 

Não faz tanto tempo assim, na verdade até o início dos anos 1990, no nosso mundo havia motocicletas e havia scooter. As motos eram atraentes, esportivas, divertidas, ainda que também existissem aquelas simples e meramente utilitárias. Os scooter eram outra coisa, e bastavam dois adjetivos para eles: econômicos e práticos. Esses dois segmentos seguiam assim até que alguém descobriu que dando a um scooter parte da “alma” de uma motocicleta, ele seria sucesso garantido.

 

Essa ideia, é claro, nasceu na Itália e acabou espalhando-se pelo mundo. Se você era um adolescente nessa época, seguramente sonhou com os “cinquentinha” Aprilia SR e Yamaha Aerox, que tiveram algumas unidades importadas para o Brasil.

 

Entre os grandes, essa ideia demorou um pouco mais a aparecer, mas também chegou. A Yamaha, que na opinião de muitos (inclusive na nossa) talvez seja a marca japonesa de alma mais latina, mostrou no começo dos anos 2000 que um scooter poderia ser não apenas atraente, mas também divertido, esportivo e muito prático. Sim, estamos falando do T-Max 500, um modelo de retumbante sucesso mundo afora e que chegou a ser exposto pela marca no Brasil em alguns salões, mas que, infelizmente, nunca foi comercializado por aqui.

 

\"\"

 

O fato é que a fórmula foi tão bem sucedida que pouco depois a marca dos diapasões estendeu a receita aos scooter de 125 e 250 cm³, da linha X-Max. Quando todos pensavam que a Yamaha já tinha uma gama completa de scooter, com os citados X-Max 125 e 250, o elegante, ou "GT", Majesty 400 e o próprio T-Max, a marca surpreende ao apresentar mais um "scooter emocional" na categoria intermediária. Conheça o X-Max 400.

 

O motor completo é o mesmo do Majesty 400 com 1 cv a menos e um escape menor e de design mais atual. Trata-se de um propulsor moderno, muito suave (possui eixo balanceador) e que agrada plenamente pelo desempenho que proporciona. A distância entre-eixos também é idêntica à do Majesty e, ainda que não conte com chassi de alumínio como os irmãos mais sofisticados, o peso cheio ficou em razoáveis 211 kg graças à bela economia em carenagens.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Fiat Argo Sting reforça esportividade do modelo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Novo kit bicolor da Mopar permite…