Home Dicas e Serviços A importância da verificação do sensor de temperatura do motor

A importância da verificação do sensor de temperatura do motor

Comentários desativados em A importância da verificação do sensor de temperatura do motor

Checagem ajuda a indicar se há alguma anomalia no sistema de arrefecimento que pode prejudicar o funcionamento ou superaquecimento do motor

Além da troca de óleo do lubrificante entre os períodos recomendados pelo manual do fabricante, com o uso de produto compatível e de qualidade, a Valvoline, fabricante de lubrificantes e fluidos com mais de 150 anos de história, destaca também a importância da verificação do sensor de temperatura do motor.

Constituído por um termistor cerâmico, que recebe o nome de NTC (Negative Temperature Coefficient), localizado junto ao cabeçote, área superior e mais quente do motor, o sensor de temperatura possui resistência elétrica que varia de acordo com a temperatura medida. O termistor tem a função de controlar a temperatura do motor e indicar quando há algum problema que exige atenção no sistema de arrefecimento.

A variação da resistência indica se há aumento ou diminuição da sua tensão, permitindo identificar se ocorreu alteração na temperatura do motor com precisão.
Por isso, durante as revisões periódicas, fazer a verificação no sensor de temperatura do motor ajuda a garantir o seu bom funcionamento e, assim, manter todo o sistema em boas condições de uso, bem como possibilita detectar possíveis falhas prematuramente. Este e outros sensores podem ser verificados no quadro de instrumentos em que é possível identificar possíveis problemas.

O desenvolvimento tecnológico aumentou o número de sensores nos veículos tornando a condução mais confortável, segura, além de facilitar o diagnóstico e manutenção para a reparação. O avanço da injeção eletrônica resultou em um número maior de sensores, que podem, por exemplo, controlar a temperatura do ar que entra no motor, ligar a partida a frio do etanol, regular o ar- condicionado, monitorar o câmbio e os diferenciais, informar como está o clima, entre outras funções.

O sensor de temperatura do veículo é uma dessas evoluções que veio para substituir o interruptor térmico (popularmente chamado de “cebolão”) que ligava a ventoinha elétrica do sistema de arrefecimento e a válvula termostática, que controlava o fluxo de água entre o motor e o radiador.

Os sensores são recursos que contribuem para oferecer segurança e controle no funcionamento de vários sistemas do veículo.

Artigos Relacionados
Leia mais em Dicas e Serviços
Comentários estão fechados

Veja também

Publicidade