Home Notícias FCA e Groupe PSA revisam Acordo de Combinação da Stellantis

FCA e Groupe PSA revisam Acordo de Combinação da Stellantis

Comentários desativados em FCA e Groupe PSA revisam Acordo de Combinação da Stellantis

Dividendo especial da FCA é fixado em € 2,9 bilhões; a participação da Faurecia, do Groupe PSA, será distribuída para todos os acionistas da Stellantis após o fechamento.

A Fiat Chrysler Automobiles N.V. (“FCA”) (NYSE: FCAU / MTA: FCA) e a Peugeot S.A. (“Groupe PSA”) concordaram em alterar alguns termos de seu Acordo de Combinação 50/50 vinculativo para criar a Stellantis, quarta maior fabricante de veículos global em volume.

As partes concordaram com as mudanças a fim de endereçar o impacto na liquidez que a pandemia de COVID-19 teve sobre a indústria automotiva, preservando o valor econômico e o equilíbrio fundamental do Acordo de Combinação original. As alterações foram aprovadas por unanimidade pelos conselhos administrativos de ambas as empresas, com o forte apoio dos seus acionistas de referência. Os compromissos existentes para apoiar a transação da EXOR, do grupo da família Peugeot (EPF / FFP), da Bpifrance e do Dongfeng Motor Group (DFG) permanecem em vigor.

Especificamente, o dividendo especial a ser distribuído pela FCA aos seus acionistas antes do fechamento é fixado em € 2,9 bilhões (anteriormente € 5,5 bilhões), enquanto a participação de 46% do Groupe PSA na Faurecia será distribuída a todos os acionistas da Stellantis imediatamente após o fechamento, seguindo a aprovação do conselho e dos acionistas da Stellantis.

Como resultado dessas mudanças, os respectivos acionistas da FCA e do Groupe PSA receberão participações iguais de 23% na Faurecia (capitalização de € 5,867 bilhões no fechamento do mercado em 14 de setembro de 2020), enquanto sua participação 50/50 na Stellantis – um grupo que agora terá € 2,6 bilhões a mais em dinheiro em seu balanço – permanecerá inalterado.

Adicionalmente, também foi acordado que os conselhos de Groupe PSA e FCA vão considerar uma distribuição potencial de € 500 milhões aos acionistas de cada empresa antes do fechamento ou, alternativamente, uma distribuição de € 1 bilhão a ser paga após o fechamento para todos os acionistas da Stellantis. Essas decisões serão tomadas em função do desempenho e perspectivas de ambas as companhias, das condições de mercado e do desempenho no período intermediário. Quaisquer distribuições serão feitas somente se aprovadas pelos conselhos de ambas as empresas.

A FCA e o Groupe PSA confirmam que, em todos os outros aspectos, os termos econômicos de seu Acordo de Combinação, conforme assinado em 17 de dezembro de 2019, permanecem inalterados e estima-se que a conclusão da combinação proposta deve ocorrer até o final do primeiro trimestre de 2021, sujeita às condições previamente acordadas para o fechamento do Acordo de Combinação.

Os conselhos da FCA e do Groupe PSA estão mais do que nunca convencidos da lógica e do extraordinário potencial de criação de valor de sua fusão. A Stellantis pode alavancar desde o início um negócio fortemente diversificado com altas margens em suas principais regiões da Europa, América do Norte e América Latina e um portfólio único de marcas bem estabelecidas e icônicas. Seus produtos de ponta, proporcionando alta satisfação ao cliente, cobrem todos os principais segmentos da indústria. Tão importante quanto, a nova empresa, com sua escala combinada muito maior, estará equipada para acelerar o desenvolvimento de soluções de mobilidade altamente inovadoras e tecnologias de ponta em novos veículos movidos por fontes alternativas de energia, direção autônoma e conectividade.

Como resultado do progresso significativo feito pelos fluxos de trabalho conjuntos nos últimos meses, as sinergias anuais estimadas com a criação da Stellantis aumentaram significativamente para mais de € 5 bilhões dos € 3,7 bilhões originalmente estimados. O custo total único estimado de implementação para alcançar essas sinergias também aumentou de € 2,8 bilhões para um valor de até € 4 bilhões.

Comentando o acordo alterado, Carlos Tavares, presidente do Conselho de Administração do Groupe PSA, disse: “Com este novo marco decisivo, caminhamos juntos para o nosso objetivo nas melhores condições possíveis com perspectivas ainda maiores para a Stellantis. Gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer calorosamente às equipes que construíram relações recíprocas de confiança, inclusive durante o confinamento do COVID-19. O fator humano está no centro da dinâmica desse projeto, juntamente com o apoio dos nossos acionistas que, mais uma vez, demonstraram seu compromisso com a criação da Stellantis.”

Mike Manley, CEO da FCA, acrescentou: “Não é possível elogiar o suficiente o compromisso das equipes que estão trabalhando para o lançamento da Stellantis e de todo o nosso pessoal para superar os desafios extraordinários que o COVID-19 apresentou. O anúncio de hoje é mais um sinal forte de uma determinação comum para garantir que a Stellantis tenha todos os recursos de que precisa para aplicar seus ativos únicos, suas energias criativas e muitas oportunidades para a criação de valor superior para todas os nossos stakeholders.”

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Land Rover mantém a liderança no mercado de SUVs premium grandes

No segmento de SUVs Premium Grandes, a marca representou 36,3% do mercado ao longo de 2021…