Home Notícias Os 5 automóveis que menos se desvalorizam no mercado de usados

Os 5 automóveis que menos se desvalorizam no mercado de usados

Comentários desativados em Os 5 automóveis que menos se desvalorizam no mercado de usados

Levantamento de 2020 aponta menor desvalorização do Toyota Corolla (2.2 %)

Na maioria das vezes, quem pensa em negociar seu carro usado recorre à tabela da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) para ter um parâmetro de valor e acaba se decepcionando. Para evitar o susto, soluções como as oferecidas pela Carupi, plataforma que realiza a intermediação da venda de veículos, podem deixar o processo mais otimizado.

Em estudo realizado a partir de suas negociações no período de março a dezembro de 2020 a startup identificou as cinco marcas e modelos que menos sofrem com a desvalorização em relação ao que descreve a tabela FIPE. Curiosamente (ou não) o pódio é dominado por montadoras orientais.

À frente do ranking, independente da versão, o Corolla da Toyota chegou a ter um valor de venda muito próximo (somente 2.2% abaixo) ao indicador do mercado, fato incomum em praças com muita concorrência como a paulista. O segundo lugar pertence ao Honda Civic, com 3.8% abaixo do valor de referência da tabela FIPE. Como medalha de bronze, aparece o valor do Hyundai HB20: 4.0% de desvalorização.

Saindo do eixo das montadoras orientais, em 4º lugar aparece o Jeep Compass com valor final de venda em 4.8% abaixo da tabela e por fim o T-Cross da Volkswagen, com valor de venda final na casa dos 5.7% abaixo do indicador do mercado.

Entre outros modelos notáveis, que tiveram boa performance e a desvalorização em relação à FIPE ainda é considerada saudável, aparecem o Chevrolet Onix (carro mais vendido do Brasil), Volkswagen UP e Ford KA na categoria de entrada, Honda HRV em SUVs de entrada, Toyota Hilux (picapes grandes) e Toyota SW-4 (SUVs grandes).

Alguns motivos explicam esse aumento médio de preços na plataforma. O Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) anualmente faz um registro dos carros mais emplacados no país. Em 2020, o Corolla ocupou a 17ª posição e o Civic, a 31º.

Os modelos citados podem ser considerados queridinhos entre os brasileiros, são de marcas das quais os consumidores têm boa imagem (com exceção do Jeep Compass que parece ter chegado para ficar e quebrar o preconceito contra a marca) e costumam ter boa relação prévia. De fato, tais montadoras são atentas aos detalhes internos, produzem carros duráveis, com tecnologia, conforto e segurança acima da média – itens que, além de indispensáveis, saltam aos olhos do público.

A preferência nacional por montadoras orientais se reflete nas negociações da Carupi. Corolla e Civic são carros que vendem bem, a procura é grande, eles ficam em média 15 dias em nossa plataforma, ante os 45 dias das demais marcas”, afirma Gustavo Braga, diretor da Carupi.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Jaguar Land Rover anuncia retomada da produção do Range Rover Evoque no Brasil

O retorno do Evoque à linha de produção em Itatiaia e permitiu novas contratações para a p…