Home Notícias Segurança na estrada depende de cuidados antes e durante a viagem

Segurança na estrada depende de cuidados antes e durante a viagem

Comentários desativados em Segurança na estrada depende de cuidados antes e durante a viagem
As férias são um dos momentos mais esperados do ano. Nas férias escolares do mês de julho, muitas famílias se programam para viajar. Com isso, aumenta o número de veículos nas rodovias e o risco de acidentes. Por conta disso, é preciso atenção redobrada por parte dos condutores. Por esse motivo, o Departamento de Trânsito do Piauí (Detran-PI) reforça a importância dos motoristas se planejarem antes de pegar a estrada. Além da manutenção do veículo, os cuidados físicos, psicológicos e o uso da direção defensiva podem evitar acidentes e proporcionar uma viagem mais segura.
 
“Nas férias, o trânsito nas estradas tende a ficar mais congestionado, o que exige uma maior atenção do condutor. O planejamento e a direção defensiva são essenciais, pois ajudam a prever o que fazer com antecedência e tomar as decisões certas para evitar acidentes”, explica o diretor-geral do Detran, Arão Lobão.
 
Planejamento
 
Antes de pegar a estrada, um procedimento fundamental é levar o veículo a uma oficina para verificar as condições dos pneus, freio, lâmpadas e suspensão. Veja se o extintor está dentro do prazo de validade e se o cinto de segurança e o estepe estão em ordem para serem utilizados. Ao sair de casa, é importante o motorista garantir que está levando o Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), dentro da validade.
 
Pesquise e anote numa agenda, o número do seguro ou então da concessionária responsável, caso venha precisar de algum tipo de suporte durante o deslocamento. Procure não viajar no fim da manhã ou da tarde, pois estes tendem a serem os horários mais movimentados. Na noite que antecede a viagem, durma cedo, pois uma mente tranquila é importante na prática da direção defensiva.
 
Motos
 
Quanto aos equipamentos de segurança, os motociclistas devem usar capacete fechado com viseira. Se o capacete não possuir viseira, o uso de óculos de proteção, que permite a utilização simultânea de óculos corretivos ou de sol, é indispensável.
 
De acordo com a Resolução 453/2013 do Conselho Nacional de Trânsito, também são obrigatórios dispositivos retrorrefletivos de segurança nas partes laterais e traseiras do capacete, que deve trazer o selo de identificação da conformidade do Inmetro.
 
A não utilização destes equipamentos consiste em infração gravíssima e implica multa de R$191,54, sete pontos na Carteira de Habilitação e seu recolhimento, além de suspensão do direito de dirigir.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Continental amplia oferta de pneus autosselantes no mercado brasileiro

Solução atende quase todos os furos causados por objetos de até 5 milímetros de diâmetro e…