Home Notícias Stellantis registra forte receita líquida do primeiro trimestre e crescimento em todas as regiões

Stellantis registra forte receita líquida do primeiro trimestre e crescimento em todas as regiões

Comentários desativados em Stellantis registra forte receita líquida do primeiro trimestre e crescimento em todas as regiões

As projeções de desempenho global do Grupo para o ano estão mantidas, com projeção de expansão de 8% na América do Norte

Em seu primeiro trimestre de operações, a Stellantis contabilizou receita líquida de € 34,3 bilhões, ou € 37 bilhões no cálculo ajustado (base pró-forma), com alta de 14% em relação ao resultado combinado dos grupos FCA e PSA no mesmo período. As vendas consolidadas somaram 1,47 milhão de unidades, ou 1,56 milhão de unidade na base pró-forma, que considera os resultados do trimestre integralmente, embora a fusão que originou a Stellantis somente tenha sido formalizada em 16 de janeiro de 2021. O aumento das vendas foi de 11%. O grupo liderou os mercados da Europa e da América do Sul, com participação de 23,6% e de 22,2%, respectivamente, sobre as vendas totais nas regiões.

“Em nosso primeiro trimestre desde a fusão, Stellantis registrou fortes receitas no período com o portfólio diversificado de marcas gerando volumes maiores, preços positivos e mix de produtos ampliado, apesar dos ventos contrários decorrentes da crise global de semicondutores”, afirmou Richard Palmer, Diretor Financeiro global da Stellantis.

As vendas consolidadas de 1,56 milhão de veículos em base pró-forma refletem a demanda consistente do consumidor e um adequado mix de varejo, bem como o impacto das suspensões temporárias de produção relacionadas à pandemia da Covid-19 no primeiro trimestre de 2020. A expansão foi afetada por perdas de produção devido à escassez de semicondutores, estimando-se que os problemas de suprimentos representaram uma perda de aproximadamente 11% da produção planejada, o equivalente a 190 mil unidades no trimestre. Os níveis de suprimentos devem tender à normalidade a partir do segundo semestre do ano.

A América do Sul se destacou pelo resultado positivo. A Stellantis liderou o mercado de veículos na região, com a venda de 189 mil unidades, o que representa um avanço de 49% em relação aos volumes combinados em igual período do ano anterior. O bom desempenho decorre da forte venda da picape Fiat Strada e da base de comparação retraída no primeiro trimestre de 2020, entre outros fatores.

As receitas operacionais cresceram 31% na região, para € 2,1 bilhões, principalmente devido a maiores volumes, preço líquido positivo e melhor mix de veículos, parcialmente compensado por efeitos negativos da conversão cambial, principalmente do Brasil.

As projeções de desempenho global do Grupo para o ano estão mantidas, com projeção de expansão de 8% na América do Norte, 20% na América do Sul e 10% na Europa Ampliada. Oriente Médio e África devem crescer 15%, Índia e Ásia-Pacífico avançam 10%, e China tem expansão de 5%. A margem operacional deve situar-se entre 5,5 e 7,5%, a depender dos fatos relacionados à pandemia de Covida-19.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Marcopolo tem novo modelo direcionado ao fretamento

Veículo oferece desempenho operacional focado no fortalecimento do setor de fretamento Com…