Home Notícias Volvo busca reduzir emissões de CO² em toda a cadeia produtiva

Volvo busca reduzir emissões de CO² em toda a cadeia produtiva

Comentários desativados em Volvo busca reduzir emissões de CO² em toda a cadeia produtiva

Com um dos planos climáticos mais ambiciosos no setor automotivo, marca sueca foca em novos modelos de negócio integrando a sustentabilidade e reduzindo o impacto ambiental

A Volvo visa uma economia anual de 1 bilhão de SEK (coroas suecas) e reduções de 2,5 milhões de toneladas nas emissões de carbono a partir de 2025, usando princípios de negócios circulares. Apoiando a meta de longo prazo da empresa de tornar-se um negócio circular até 2040, a Volvo Cars criará circuitos fechados de materiais de emissões pesadas, como aço e alumínio, bem como remanufatura, reparo, reutilização e recondicionamento de peças.

Para se tornar um negócio circular até 2040, a Volvo está convencida de que todas as peças de seus carros devem ser projetadas, desenvolvidas e fabricadas para serem usadas e reutilizadas, tanto pela empresa quanto por seus fornecedores.

Ao focar na eficiência de recursos e em reter o valor criado em materiais e componentes pelo maior tempo possível durante o ciclo de vida, a empresa busca otimizar o uso de materiais, componentes e carros e eliminar o desperdício no processo. Isso levará a economias financeiras e novos fluxos de receita, bem como reduzirá significativamente o nosso impacto ambiental.


Já agora, a Volvo remanufatura peças como caixas de câmbio e motores para fazer melhor uso do material e reduzir as emissões. Em 2020, cerca de 40.000 peças foram remanufaturadas, economizando quase 3.000 toneladas de emissões de CO². Até 2025, a Volvo Cars pretende mais que dobrar seus negócios de remanufatura. Para garantir que material valioso possa ser mantido em circulação, a empresa reciclou 95% de seus resíduos de produção no ano passado. Isso incluiu 176.000 toneladas de aço, evitando a geração de quase 640.000 toneladas de CO².

Em 2020, a Volvo Cars tornou-se membro da Ellen MacArthur Foundation, que é a rede de economia circular líder mundial.

Novos modelos de negócios, como dar uma segunda vida às baterias de veículos elétricos, são importantes de uma perspectiva de negócios circular. Ao usar baterias em aplicações de armazenamento de energia fora dos carros, novos fluxos de receita e economia de custos podem ser percebidos ao mesmo tempo em que se estende o ciclo de vida das baterias.

Junto com fornecedores e parceiros, a Volvo está explorando o potencial em aplicações de segunda vida para suas baterias de alta tensão. Um exemplo atual é a colaboração com a BatteryLoop, uma empresa do Grupo Sueco Stena Recycling que reutiliza baterias da indústria automotiva.


BatteryLoop e Volvo Cars usam baterias de carros eletrificados Volvo para um sistema de armazenamento de energia movido a energia solar. A partir de abril, o sistema irá alimentar estações de carregamento para carros e bicicletas elétricas no centro de negócios da empresa sueca de higiene e saúde Essity, fora de Gotemburgo.

Em um projeto semelhante, a Volvo Cars, a Comsys AB, uma empresa sueca de tecnologia limpa, e a Fortum, uma empresa europeia de energia, estão envolvidas em um projeto piloto comercial. O objetivo é aumentar a flexibilidade de fornecimento em uma das instalações hidrelétricas de Fortum na Suécia, ao mesmo tempo que contribui para uma segunda vida das baterias de veículos elétricos. As baterias dos carros híbridos plug-in da Volvo servirão como uma unidade de armazenamento de energia estacionária, ajudando a fornecer os chamados serviços de “equilíbrio rápido” para o sistema de energia.

Por meio desses e de outros projetos, a Volvo Cars está investigando como as baterias envelhecem quando reutilizadas em aplicações de segunda vida que apresentam ciclos significativamente menos agressivos em comparação com o uso no carro. Eles também permitem que a empresa obtenha mais conhecimento sobre o valor comercial das baterias após o uso em carros e identifique possíveis fluxos de receita futuros.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Equipe Mercedes-EQ de Fórmula E enfrenta os desafios do primeiro E-Prix de Puebla

Equipe Mercedes-EQ segue líder no campeonato de construtores A equipe Mercedes-EQ de Fórmu…