A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) aprovou no último dia 17, o projeto de lei 1.406/2014 que possibilita que o cidadão escolha a combinação alfanumérica das placas veiculares.
Quem quiser escolher os caracteres das placas de um veículo 0km pagará ao Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) um valor extra de R$ 82,28 (correspondente a 3,872 Ufesps), além da taxa de emplacamento cobrada atualmente que varia de acordo com o tipo de veículo. A lacração custa R$ 88,40 para motos, R$ 91,63 para reboque e semirreboque e R$ 106,40 para os demais veículos. 
O valor extra só será pago por quem quiser escolher a combinação alfanumérica no momento do emplacamento. A cobrança da taxa é necessária para custear e manter o sistema informatizado a ser implantado para a execução do novo serviço. 
O objetivo é atender às pessoas que solicitam placas personalizadas e evitar possíveis fraudes no processo. Não há regulamentação federal para o serviço, que fica a critério de cada Estado. 
Quem não desejar indicar números e letras personalizados poderá continuar escolhendo entre combinações alfanuméricas aleatórias fornecidas pelo sistema do Detran.SP sem necessidade de pagar taxa extra. 
O projeto de lei seguirá agora para sanção do governador Geraldo Alckmin.  A nova lei entra em vigor a partir de 90 dias após a publicação no Diário Oficial do Estado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA apresenta promoções de Black Friday para suas marcas de lifestyle: fiatwear, Jeep Gear e Ram Store

fiatwear tem itens a partir de R$ 15,96 A FCA apresenta para essa Black Friday descontos i…