A Audi do Brasil encerra o primeiro semestre de 2016 como a marca mais vendida do segmento premium no Brasil. No acumulado do ano, foram 6.034 unidades emplacadas. O A3 Sedan foi o modelo mais vendido no mercado de automóveis de luxo no primeiro semestre de 2016, com 2.068 emplacamentos, seguido pelo Q3, com 1.758 carros comercializados.
“Esse resultado é muito significativo diante do cenário de crise econômica que vivemos no Brasil. A Audi teve o melhor desempenho entre as marcas de luxo no período e se mantém na liderança do segmento desde o ano passado. Mesmo que a atual situação econômica impacte os resultados da marca, continuaremos com a nossa estratégia para alcançar crescimento sustentável e de longo prazo no país. Esse é o nosso principal objetivo”, afirma Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil.
De acordo com o executivo, os investimentos anunciados pela marca estão mantidos e sendo destinados às frentes de negócio da montadora. Além disso, o cronograma de lançamentos também segue como planejado para o ano. Até agora, a Audi já trouxe ao mercado sete novos modelos: A1 Sportback,  Q7, TT Roadster, RS 3 Sportback, TTS Coupé, A4 e Q3 nacional. Até o final de 2016, serão apresentados a  versão topo de linha do novo A4, com motor 2.0 de 252 cv, o A4 Avant, o R8, o RS 7 Sportback performance e o S4.  
Na área de pós-vendas, a Audi segue consolidando seu padrão de qualidade, com a oferta de serviços diferenciados como o Audi Service Express – revisões em apenas uma hora –, oferecido em cinco capitais atualmente e que será ampliado para mais quatro regiões ainda neste ano. No segundo semestre, a Audi também terá outra grande novidade, um serviço pioneiro na área de pós-vendas no país.
Quanto à linha de produção no Paraná, a marca iniciou a fabricação neste ano do Q3 e hoje produz três modelos nacionalmente: além do SUV, estão em linha os A3 Sedan 1.4 Flex e o 2.0.
Apesar dos desafios que estamos vivendo, não vamos frear nossos planos. Estamos no Brasil para ficar”, finaliza o presidente e CEO.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford Fund doa 9.000 máscaras para comunidades de São Paulo em projeto que gera renda para costureiras

Em parceira com a Aldeias Infantis SOS Brasil, a iniciativa faz parte do projeto Costura S…