\"\"

 
Além do modelo Ambition, o Audi Q7 passa a contar com uma nova versão no mercado brasileiro: a Ambiente. Ela traz o premiado motor 3.0 TFSI com nova configuração de 272cv de potência e um novo pacote de equipamentos. O modelo já está sendo vendido nas concessionárias por R$305.900,00.
 
Entre a ampla relação de equipamentos da nova versão se destaca o teto solar panorâmico de série, que proporciona uma perfeita integração dos ocupantes com o ambiente externo em quaisquer condições climáticas, sem abrir mão do conforto do ar-condicionado. Quando conveniente, o teto pode ser aberto eletricamente, ao comando de um botão.
 
O Audi Q7 Ambiente tem rodas de liga leve de 20 polegadas e espelhos retrovisores externos, com carenagem na cor da carroceria, rebatíveis, aquecíveis -para evitar embaçamento-, com memória de ajuste e função antiofuscamento. Os faróis bi-xenônio, com sistema de limpeza incorporado, garantem ótima visibilidade noturna e têm regulagem automática de altura, de acordo com a distribuição da carga no veículo.
 
A versão tem acabamento interno em alumínio, bancos com forração em couro padrão Cricket, bancos dianteiros com ajustes elétricos – sendo o do motorista com memória, volante esportivo multifuncional em couro, com ajustes elétricos de altura e distância, função “easy entry” – que eleva o volante quando a porta é aberta – e “shift paddles” – aletas atrás do volante- para controle esportivo do câmbio.
 
O SUV conta também com uma terceira fila de bancos, possibilitando levar confortavelmente até sete pessoas. A abertura e fechamento da tampa do porta-malas é elétrica, sem exigir nenhum esforço. O espaço para bagagem dispõe de um sistema de trilhos, rede e ganchos de fixação, para melhor disposição da carga em seu interior. O Q7 Ambiente também traz de série o sistema Audi Sound, juntamente com o Audi Music Inteface, conexão Bluetooth, DVD Changer, rádio com MMI, sistema de navegação e recepção de TV.
 
Segurança e conveniência
 
Estacionar o Audi Q7 Ambiente é uma tarefa fácil, graças aos sensores de distância dianteiros e traseiros, complementados pela câmera de ré. O carro conta também com sensores de luz e chuva, que acionam automaticamente os faróis quando escurece – por exemplo, ao passar por um túnel ou entrar numa garagem – e regulam o funcionamento do limpador de para-brisa de acordo com a intensidade da chuva, sem necessidade de interferência do motorista. Os faróis são mantidos sempre limpos por um sistema de lavagem automático, garantindo melhor visibilidade à noite e sob chuva.
 
Os ocupantes do Audi Q7 Ambiente são protegidos por airbags frontais, laterais e tipo cortina (de janela). Os cintos de segurança tem contato elétrico, que indica se algum passageiro esquecer-se de utilizá-lo. O airbag do passageiro da frente pode ser desativado.
 
Desempenho eficiente
 
O Audi Q7 Ambiente é equipado com o premiado motor 3.0 TFSI, que gera (272 cv) e atinge torque máximo de 400 Nm ao longo de uma ampla faixa de rotações, entre 2.250 ( é 2.150) e 4.750 (é 4.780) rpm. Alimentado por um compressor tipo Roots, ele se caracteriza pelo vigor e pronta resposta ao acelerador, levando o carro a 100 km/h em 7,9 segundos e à velocidade máxima de 222 km/h. Ao mesmo tempo, o motor tem um excelente desempenho energético, graças a recursos como a utilização de dois intercoolers para resfriar o ar de admissão, para que os cilindros recebam mais oxigênio e a combustão seja mais perfeita.
 
\"\"
 
O comportamento dinâmico também é fruto da transmissão automática de oito velocidades. As mudanças de marchas são rápidas e extremamente suaves, gerenciadas eletronicamente para garantir o melhor aproveitamento possível das características do motor, mantendo-o, sempre que possível, em baixa rotação, visando a economia de combustível e emissões de CO2 reduzidas. Também objetivando a máxima economia, o bloqueador do conversor de torque evita o deslizamento mesmo em baixas velocidades.
 
O condutor pode optar entre os modos de condução normal (D) e esportivo (S), ou fazer as trocas de marchas manualmente, pela alavanca do câmbio ou através dos “shift paddles” localizados junto ao volante.
 
A transmissão de oito marchas envia a força disponibilizada pelo motor para o sistema quattro de tração integral permanente nas quatro rodas. Para obter um comportamente esportivo, o torque é distribuído normalmente na proporção 40:60 entre as rodas dianteiras e traseiras. Em condições encontradas normalmente fora de estrada, porém, o diferencial central mecânico pode direcionar até 65 por cento da força para a dianteira ou até 85 por cento para o eixo traseiro, reagindo à situação do momento.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 \"\"

 
Além do modelo Ambition, o Audi Q7 passa a contar com uma nova versão no mercado brasileiro: a Ambiente. Ela traz o premiado motor 3.0 TFSI com nova configuração de 272cv de potência e um novo pacote de equipamentos. O modelo já está sendo vendido nas concessionárias por R$305.900,00.
 
Entre a ampla relação de equipamentos da nova versão se destaca o teto solar panorâmico de série, que proporciona uma perfeita integração dos ocupantes com o ambiente externo em quaisquer condições climáticas, sem abrir mão do conforto do ar-condicionado. Quando conveniente, o teto pode ser aberto eletricamente, ao comando de um botão.
 
O Audi Q7 Ambiente tem rodas de liga leve de 20 polegadas e espelhos retrovisores externos, com carenagem na cor da carroceria, rebatíveis, aquecíveis -para evitar embaçamento-, com memória de ajuste e função antiofuscamento. Os faróis bi-xenônio, com sistema de limpeza incorporado, garantem ótima visibilidade noturna e têm regulagem automática de altura, de acordo com a distribuição da carga no veículo.
 
A versão tem acabamento interno em alumínio, bancos com forração em couro padrão Cricket, bancos dianteiros com ajustes elétricos – sendo o do motorista com memória, volante esportivo multifuncional em couro, com ajustes elétricos de altura e distância, função “easy entry” – que eleva o volante quando a porta é aberta – e “shift paddles” – aletas atrás do volante- para controle esportivo do câmbio.
 
O SUV conta também com uma terceira fila de bancos, possibilitando levar confortavelmente até sete pessoas. A abertura e fechamento da tampa do porta-malas é elétrica, sem exigir nenhum esforço. O espaço para bagagem dispõe de um sistema de trilhos, rede e ganchos de fixação, para melhor disposição da carga em seu interior. O Q7 Ambiente também traz de série o sistema Audi Sound, juntamente com o Audi Music Inteface, conexão Bluetooth, DVD Changer, rádio com MMI, sistema de navegação e recepção de TV.
 
Segurança e conveniência
 
Estacionar o Audi Q7 Ambiente é uma tarefa fácil, graças aos sensores de distância dianteiros e traseiros, complementados pela câmera de ré. O carro conta também com sensores de luz e chuva, que acionam automaticamente os faróis quando escurece – por exemplo, ao passar por um túnel ou entrar numa garagem – e regulam o funcionamento do limpador de para-brisa de acordo com a intensidade da chuva, sem necessidade de interferência do motorista. Os faróis são mantidos sempre limpos por um sistema de lavagem automático, garantindo melhor visibilidade à noite e sob chuva.
 
Os ocupantes do Audi Q7 Ambiente são protegidos por airbags frontais, laterais e tipo cortina (de janela). Os cintos de segurança tem contato elétrico, que indica se algum passageiro esquecer-se de utilizá-lo. O airbag do passageiro da frente pode ser desativado.
 
Desempenho eficiente
 
O Audi Q7 Ambiente é equipado com o premiado motor 3.0 TFSI, que gera (272 cv) e atinge torque máximo de 400 Nm ao longo de uma ampla faixa de rotações, entre 2.250 ( é 2.150) e 4.750 (é 4.780) rpm. Alimentado por um compressor tipo Roots, ele se caracteriza pelo vigor e pronta resposta ao acelerador, levando o carro a 100 km/h em 7,9 segundos e à velocidade máxima de 222 km/h. Ao mesmo tempo, o motor tem um excelente desempenho energético, graças a recursos como a utilização de dois intercoolers para resfriar o ar de admissão, para que os cilindros recebam mais oxigênio e a combustão seja mais perfeita.
 
\"\"
 
O comportamento dinâmico também é fruto da transmissão automática de oito velocidades. As mudanças de marchas são rápidas e extremamente suaves, gerenciadas eletronicamente para garantir o melhor aproveitamento possível das características do motor, mantendo-o, sempre que possível, em baixa rotação, visando a economia de combustível e emissões de CO2 reduzidas. Também objetivando a máxima economia, o bloqueador do conversor de torque evita o deslizamento mesmo em baixas velocidades.
 
O condutor pode optar entre os modos de condução normal (D) e esportivo (S), ou fazer as trocas de marchas manualmente, pela alavanca do câmbio ou através dos “shift paddles” localizados junto ao volante.
 
A transmissão de oito marchas envia a força disponibilizada pelo motor para o sistema quattro de tração integral permanente nas quatro rodas. Para obter um comportamente esportivo, o torque é distribuído normalmente na proporção 40:60 entre as rodas dianteiras e traseiras. Em condições encontradas normalmente fora de estrada, porém, o diferencial central mecânico pode direcionar até 65 por cento da força para a dianteira ou até 85 por cento para o eixo traseiro, reagindo à situação do momento.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford e Bosch apresentam nova tecnologia de manobrista automatizado

Os veículos de teste da Ford operam por comunicação veículo-infraestrutura (V2I) usando a …