Home Notícias Concept C4 Cactus Airflow 2l: até 50 km com um litro de combustível

Concept C4 Cactus Airflow 2l: até 50 km com um litro de combustível

Comentários desativados em Concept C4 Cactus Airflow 2l: até 50 km com um litro de combustível

 \"\"

 
A Citroën apresenta no Salão de Paris o concept C4 Cactus AIRFLOW 2L. Verdadeiro laboratório de idéias, o concept C4 Cactus AIRFLOW 2L é um concentrado de tecnologias e know-how que ilustram a vontade e a capacidade da CITROËN de inovar para vencer os desafios do automóvel de hoje e de amanhã.
 
Com o concept C4 Cactus AIRFLOW 2L, a Citroën propõe um veículo com um consumo de 2 litros/100 km. Um consumo radicalmente baixo conseguido graças: à otimização do design com uma melhoria da aerodinâmica em 20%; à diminuição da resistência de rolamento (pneu Tall&Narrow); aos trabalhos de redução de peso que diminuem o peso total do carro em 100 kg; à introdução da tecnologia Hybrid Air que leva a uma redução no consumo de 30%.
 
\"\"
 
O projeto C4 Cactus AIRFLOW 2L foi conduzido no âmbito do programa "Veículo 2l/100 km" da Plataforma da Área Automotiva*, cujo objetivo é fornecer soluções concretas para reduzir o impacto do custo de utilização nos gastos automobilísticos das famílias, reduzindo o impacto ambiental deixado durante os percursos realizados com o automóvel.
 
O design único do CITROËN C4 Cactus reconcilia estética e funcionalidade, associando volumes fluidos e elementos gráficos fortes a serviço da utilização (utilização de Airbumps e proteção dos para-lamas; transporte de objeto com os arcos de teto; iluminação do interior por meio do grande teto panorâmico de vidro). 
 
\"\"
 
Aos 200 kg ganhos no C4 Cactus de série em relação ao peso de um CITROËN C4, vem se acrescentar no concept C4 Cactus AIRFLOW 2L um ganho adicional de 100 kg (cadeia de tração incluída).Em primeiro lugar, houve uma redução de peso das peças de estrutura: no concept C4 Cactus AIRFLOW 2L, a plataforma se beneficia da integração de novos materiais: o alumínio notadamente para a plataforma superior, as longarinas internas e o assoalho traseiro; aços de alto limite elástico para as vigas dianteiras e a placa de base; materiais compostos para o assoalho dianteiro.
 
Esta estrutura de base multi-materiais levou ao desenvolvimento de técnicas de montagem especiais e inéditas na cadeia produtiva automotiva. Fruto de inúmeras pesquisas científicas, as peças de estrutura em material composto são uma alavanca para a redução do peso dos veículos de amanhã. A produção em uma grande cadência constitui hoje um dos desafios tecnológicos e industriais a ser vencido no setor automotivo.
 
\"\"
 
Além do desenvolvimento de peças estruturais, a pesquisa e a utilização de novos materiais também contribuíram para a redução do peso do concept C4 Cactus AIRFLOW 2L. 
 
Graças a motores de últimas gerações e de baixa cilindrada, sempre atendendo às futuras regulamentações Euro 6, o CITROËN C4 Cactus de série já apresenta um consumo entre os melhores do segmento, com emissões de CO2 a partir de 82g e um consumo de apenas 3,1l/100 km.
 
\"\"
 
O concept C4 Cactus AIRFLOW 2L vai ainda mais longe adotando a cadeia de tração Hybrid Air. Apresentada pelo Grupo PSA PEUGEOT CITROËN em janeiro de 2013 – e também no Salão de Genebra de 2013, com o CITROËN C3 -, esta tecnologia se baseia na associação de vários órgãos ou tecnologias amplamente comprovadas: uma motorização a gasolina de 3 cilindros PureTech, um sistema de armazenamento de energia sob forma de ar comprimido, um conjunto composto por dois motores-bombas hidráulicas, e uma transmissão automática utilizando um conjunto de engrenagens epiciclóidal. O conjunto é gerenciado por um supervisor que administra as solicitações do motorista para otimizar o consumo de energia.
 
Três modos de funcionamento são disponíveis: Um modo Ar (Zero Emissão), onde o motor a ar comprimido substitui a motorização térmica a gasolina; Um modo gasolina, onde apenas o motor está em ação; Um modo combinado que acumula a potência do motor térmico e a potência do ar comprimido.
 
\"\"
 
No concept C4 Cactus AIRFLOW 2L, os dois reservatórios de ar comprimido são em material composto e posicionados na parte traseira do veículo. O motor PureTech 82, já oferecido no veículo de série, foi otimizado para se adaptar a esta nova cadeia de tração híbrida. As perdas por atrito, que representam 20% da potência consumida por um motor.
 
O concept C4 Cactus AIRFLOW 2L é um concentrado de tecnologias e de know-how que ilustram a vontade e a capacidade da CITROËN em inovar para vencer os desafios automobilísticos de hoje e de amanhã.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Concept C4 Cactus Airflow 2l: até 50 km com um litro de combustível

Comentários desativados em Concept C4 Cactus Airflow 2l: até 50 km com um litro de combustível

 \"\"

 
A Citroën apresenta no Salão de Paris o concept C4 Cactus AIRFLOW 2L. Verdadeiro laboratório de idéias, o concept C4 Cactus AIRFLOW 2L é um concentrado de tecnologias e know-how que ilustram a vontade e a capacidade da CITROËN de inovar para vencer os desafios do automóvel de hoje e de amanhã.
 
Com o concept C4 Cactus AIRFLOW 2L, a Citroën propõe um veículo com um consumo de 2 litros/100 km. Um consumo radicalmente baixo conseguido graças: à otimização do design com uma melhoria da aerodinâmica em 20%; à diminuição da resistência de rolamento (pneu Tall&Narrow); aos trabalhos de redução de peso que diminuem o peso total do carro em 100 kg; à introdução da tecnologia Hybrid Air que leva a uma redução no consumo de 30%.
 
\"\"
 
O projeto C4 Cactus AIRFLOW 2L foi conduzido no âmbito do programa "Veículo 2l/100 km" da Plataforma da Área Automotiva*, cujo objetivo é fornecer soluções concretas para reduzir o impacto do custo de utilização nos gastos automobilísticos das famílias, reduzindo o impacto ambiental deixado durante os percursos realizados com o automóvel.
 
O design único do CITROËN C4 Cactus reconcilia estética e funcionalidade, associando volumes fluidos e elementos gráficos fortes a serviço da utilização (utilização de Airbumps e proteção dos para-lamas; transporte de objeto com os arcos de teto; iluminação do interior por meio do grande teto panorâmico de vidro). 
 
\"\"
 
Aos 200 kg ganhos no C4 Cactus de série em relação ao peso de um CITROËN C4, vem se acrescentar no concept C4 Cactus AIRFLOW 2L um ganho adicional de 100 kg (cadeia de tração incluída).Em primeiro lugar, houve uma redução de peso das peças de estrutura: no concept C4 Cactus AIRFLOW 2L, a plataforma se beneficia da integração de novos materiais: o alumínio notadamente para a plataforma superior, as longarinas internas e o assoalho traseiro; aços de alto limite elástico para as vigas dianteiras e a placa de base; materiais compostos para o assoalho dianteiro.
 
Esta estrutura de base multi-materiais levou ao desenvolvimento de técnicas de montagem especiais e inéditas na cadeia produtiva automotiva. Fruto de inúmeras pesquisas científicas, as peças de estrutura em material composto são uma alavanca para a redução do peso dos veículos de amanhã. A produção em uma grande cadência constitui hoje um dos desafios tecnológicos e industriais a ser vencido no setor automotivo.
 
\"\"
 
Além do desenvolvimento de peças estruturais, a pesquisa e a utilização de novos materiais também contribuíram para a redução do peso do concept C4 Cactus AIRFLOW 2L. 
 
Graças a motores de últimas gerações e de baixa cilindrada, sempre atendendo às futuras regulamentações Euro 6, o CITROËN C4 Cactus de série já apresenta um consumo entre os melhores do segmento, com emissões de CO2 a partir de 82g e um consumo de apenas 3,1l/100 km.
 
\"\"
 
O concept C4 Cactus AIRFLOW 2L vai ainda mais longe adotando a cadeia de tração Hybrid Air. Apresentada pelo Grupo PSA PEUGEOT CITROËN em janeiro de 2013 – e também no Salão de Genebra de 2013, com o CITROËN C3 -, esta tecnologia se baseia na associação de vários órgãos ou tecnologias amplamente comprovadas: uma motorização a gasolina de 3 cilindros PureTech, um sistema de armazenamento de energia sob forma de ar comprimido, um conjunto composto por dois motores-bombas hidráulicas, e uma transmissão automática utilizando um conjunto de engrenagens epiciclóidal. O conjunto é gerenciado por um supervisor que administra as solicitações do motorista para otimizar o consumo de energia.
 
Três modos de funcionamento são disponíveis: Um modo Ar (Zero Emissão), onde o motor a ar comprimido substitui a motorização térmica a gasolina; Um modo gasolina, onde apenas o motor está em ação; Um modo combinado que acumula a potência do motor térmico e a potência do ar comprimido.
 
\"\"
 
No concept C4 Cactus AIRFLOW 2L, os dois reservatórios de ar comprimido são em material composto e posicionados na parte traseira do veículo. O motor PureTech 82, já oferecido no veículo de série, foi otimizado para se adaptar a esta nova cadeia de tração híbrida. As perdas por atrito, que representam 20% da potência consumida por um motor.
 
O concept C4 Cactus AIRFLOW 2L é um concentrado de tecnologias e de know-how que ilustram a vontade e a capacidade da CITROËN em inovar para vencer os desafios automobilísticos de hoje e de amanhã.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nordeste é a única região a registrar aumento no preço do etanol no início de julho

Alta no valor médio por litro da gasolina também foi a maior do País, com mais de 1,5%. De…