A maioria dos motoristas nem lembram deles ou mesmo sabem para que eles servem, mas os coxins são peças fundamentais que garantem o bom funcionamento do veículo e conforto  de quem dirige e dos passageiros.  Consultor da Oficina Brasil –  rede serviços automotivos – explica como funciona e como devem ser cuidados os coxins.
 
Os coxins são peças geralmente feitas de borracha e aço que prendem e suportam outros itens no veículo absorvendo vibrações. "Os mais comuns são os coxins de motor responsáveis por prender o motor ao veículo. Já os coxins de câmbio ajudam a suportar o câmbio enquanto os coxins de amortecedor fazem o encosto da peça na carroceria", explica Antonio Cesar Costa, consultor Oficina Brasil.
 
A quebra ou desgaste de um coxim é muito comum. Para identificar problemas, o consultor alerta para alguns sintomas que indicam que algo está errado com os coxins.  
 
"Os sintomas são muitos, dependendo do tipo de coxim e onde ele está posicionado no veículo. Podemos citar como sendo os indícios mais comuns os barulhos ao se passar por pistas irregulares, vibrações na alavanca de câmbio e assoalho, dificuldade para engatar marchas, peso e volante \puxando\", diz Costa.
 
Para evitar problemas os motoristas podem evitar trancos ao passar sobre lombadas e valetas em velocidade mais alta e alterações na suspensão, principalmente altura do veículo. Isso ajuda a aumentar a vida útil das peças.  A cada 30mil quilômetros é recomendável que se revise o estado dos coxins, principalmente os de câmbio/motor e os de amortecedores.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
A maioria dos motoristas nem lembram deles ou mesmo sabem para que eles servem, mas os coxins são peças fundamentais que garantem o bom funcionamento do veículo e conforto  de quem dirige e dos passageiros.  Consultor da Oficina Brasil –  rede serviços automotivos – explica como funciona e como devem ser cuidados os coxins.
 
Os coxins são peças geralmente feitas de borracha e aço que prendem e suportam outros itens no veículo absorvendo vibrações. "Os mais comuns são os coxins de motor responsáveis por prender o motor ao veículo. Já os coxins de câmbio ajudam a suportar o câmbio enquanto os coxins de amortecedor fazem o encosto da peça na carroceria", explica Antonio Cesar Costa, consultor Oficina Brasil.
 
A quebra ou desgaste de um coxim é muito comum. Para identificar problemas, o consultor alerta para alguns sintomas que indicam que algo está errado com os coxins.  
 
"Os sintomas são muitos, dependendo do tipo de coxim e onde ele está posicionado no veículo. Podemos citar como sendo os indícios mais comuns os barulhos ao se passar por pistas irregulares, vibrações na alavanca de câmbio e assoalho, dificuldade para engatar marchas, peso e volante \puxando\", diz Costa.
 
Para evitar problemas os motoristas podem evitar trancos ao passar sobre lombadas e valetas em velocidade mais alta e alterações na suspensão, principalmente altura do veículo. Isso ajuda a aumentar a vida útil das peças.  A cada 30mil quilômetros é recomendável que se revise o estado dos coxins, principalmente os de câmbio/motor e os de amortecedores.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Audi do Brasil inicia projeto piloto de carro por assinatura

Ação piloto recebe o nome de Audi Luxury Signature e será realizada em parceria com a Flee…