A educação é um instrumento capaz de formar cidadãos mais responsáveis e comprometidos no trânsito. Ciente do papel educador, o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI), por meio da Escola Piauiense de Trânsito (EPT), desenvolveu, no primeiro trimestre de 2017, mais de 60 atividades educativas, entre blitzen e palestras em escolas públicas e empresas. Além de percorrer nove cidades, alcançando mais de 76 mil pessoas, levando uma mensagem de reflexão sobre a importância da obediência às normas e regras do trânsito.
No mês de maio, o Detran inicia as atividades do Movimento Maio Amarelo, que traz como tema “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, no intuito de despertar a conscientização da sociedade sobre a importância da direção segura. A programação contemplará exposição de carros batidos, blitzen educativa e palestras. Ações também serão desenvolvidas na cidade de Parnaíba.
“O Detran acredita que educar não se limita somente a ensinar regras de circulação, como também deve contribuir para a formação do condutor, ao ponto que desenvolve situações reais, significativas e contextualizadas com o objetivo de melhorar o trânsito e reduzir o número de vítimas e acidentes”, explica a diretora da EPT, Jeovanna Moura, acrescentando que o órgão vem investindo de forma contínua na educação, na busca por fazer a sociedade refletir sobre o comportamento adotado e também contribuir para formar cidadãos responsáveis e comprometidos com a preservação da vida nesse ambiente.
Para cada público, a escola tem uma forma de levar orientações sobre segurança no trânsito. Usando técnicas de abordagens interativas, recursos pedagógicos, de forma a permitir reflexões e agregar conhecimentos, chamando a atenção para a necessidade de respeitar a faixa de pedestres, usar cinto de segurança, não dirigir alcoolizado, utilizar cadeirinha para crianças no carro, dentre outros cuidados.
“São atividades desenvolvidas tanto na capital como no interior ao longo de todo o ano. Seguimos um cronograma de ações, além de recebermos diariamente solicitações para a realização de atividades em municípios. Além das recomendações de segurança, nossas atividades também contam com a distribuição de materiais informativos sobre a Lei Seca, o perigo de não usar o capacete, de exceder a velocidade permitida da via. Tudo para conscientizar o pedestre, o motociclista, o motorista, todos que compõe o trânsito”, pontua Jeovanna.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …