\"\"O nome de Lucas di Grassi entra para a história do automobilismo como o primeiro vencedor de um campeonato mundial de carros movidos 100% a eletricidade. O brasileiro de 30 anos, piloto da Audi-Sport ABT, colocou-se sempre entre os favoritos durante os treinos livres, liderou a primeira sessão, fez o segundo melhor tempo do classificatório e na corrida foi o primeiro a ver a bandeira quadriculada no circuito de rua de Pequim, montado em torno do Ninho do Pássaro e do Cubo d’Água, belíssimas construções inauguradas nas Olimpíadas de 2008.
 
"Estou muito contente em ser o primeiro vencedor da história da Fórmula E, é um sentimento único, uma honra. Mais do que isso, também estou feliz em saber que Nick está bem depois do acidente que ele teve. Isso mostra o quanto é seguro o carro da Fórmula E", afirmou Lucas.
 
O lance decisivo para a vitória de Di Grassi aconteceu na última curva da volta final da corrida. O francês Nicolas Prost, da e.dams, liderava a prova da pole position e no final era atacado pelo alemão Nick Heidfeld, da Venturi. Pouco antes do ponto de freada para a curva final, o alemão colocou de lado e Prost claramente jogou seu carro para cima do oponente. 
 
Os dois se tocaram, com Heidfeld levando a pior. Sem controle, seu carro foi lançado ao ar após o toque na zebra e bateu de lado no muro de proteção. Tanto ele como Prost saíram do carro sem ferimentos e voltaram caminhando aos boxes.
 
"Primeiro estou feliz e aliviado em saber que o Nick estar bem. Não tivemos a melhor estratégia da prova; perdemos uma posição no começo e não conseguíamos recuperar. Acho que ninguém gosta de vencer uma corrida assim, e cruzei a linha de chegada meio incrédulo com o acidente. Mas enfim, eu estava no lugar certo na hora certa", contou Lucas.
 
\"\"
 
Até a comemoração pela vitória foi um tanto tímida, até o brasileiro ser informado de que ambos os pilotos envolvidos no acidente não haviam se ferido. "Só fui ficar aliviado quando vieram me dizer que eles estavam bem. Aí pude comemorar um pouco mais", disse Lucas, afirmando se sentir duplamente realizado com o feito. "Deu tudo certo, tudo correu bem e os carros provaram-se extremamente seguros. Hoje demos um novo passo na história, rumo ao futuro, a uma conscientização maior para o uso de energias limpas", discursou.
 
Em segundo terminou o francês Franck Montagny, da Andretti, seguido pelo britânico Sam Bird, da Virgin, beneficiado pela punição aplicada a Daniel Abt, companheiro de equipe de Lucas na Audi-Sport Abt e que jogou o alemão para o décimo lugar.
 
A Fórmula E usa o mesmo critério de pontuação em corrida aplicado na Fórmula 1, com a diferença de premiar o autor da pole position e da volta mais rápida do final de semana com três pontos. Assim, Di Grassi deixa a China na liderança da disputa com 25 pontos, ante 18 de Montagny e 15 de Bird.
 
A segunda de dez etapas da Fórmula E acontece em 22 de novembro nas ruas de Putrajaya, na Malásia.
 
Resultado da primeira etapa da Fórmula E
Pequim, China (top-10):
1-) Lucas di Grassi (BRA), Audi-Sport Abt, 25 voltas
2-) Franck Montagny (FRA), Andretti, a 2s867
3-) Sam Bird (ING), Virgin, a 6s559
4-) Charles Pic (FRA), Andretti, a 19s301
5-) Karun Chandhok (IND), Mahindra, a 23s952
6-) Jérôme D’Ambrosio (BEL), Dragon, a 31s664
7-) Oriol Servià (ESP), Dragon, a 41s968
😎 Stéphane Sarrazin (FRA), Venturi, a 43s896
9-) Nelson A. Piquet (BRA), China, a 43s975
10-) Daniel Abt (ALE), Audi-Sport Abt, a 1min02s507
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
\"\"O nome de Lucas di Grassi entra para a história do automobilismo como o primeiro vencedor de um campeonato mundial de carros movidos 100% a eletricidade. O brasileiro de 30 anos, piloto da Audi-Sport ABT, colocou-se sempre entre os favoritos durante os treinos livres, liderou a primeira sessão, fez o segundo melhor tempo do classificatório e na corrida foi o primeiro a ver a bandeira quadriculada no circuito de rua de Pequim, montado em torno do Ninho do Pássaro e do Cubo d’Água, belíssimas construções inauguradas nas Olimpíadas de 2008.
 
"Estou muito contente em ser o primeiro vencedor da história da Fórmula E, é um sentimento único, uma honra. Mais do que isso, também estou feliz em saber que Nick está bem depois do acidente que ele teve. Isso mostra o quanto é seguro o carro da Fórmula E", afirmou Lucas.
 
O lance decisivo para a vitória de Di Grassi aconteceu na última curva da volta final da corrida. O francês Nicolas Prost, da e.dams, liderava a prova da pole position e no final era atacado pelo alemão Nick Heidfeld, da Venturi. Pouco antes do ponto de freada para a curva final, o alemão colocou de lado e Prost claramente jogou seu carro para cima do oponente. 
 
Os dois se tocaram, com Heidfeld levando a pior. Sem controle, seu carro foi lançado ao ar após o toque na zebra e bateu de lado no muro de proteção. Tanto ele como Prost saíram do carro sem ferimentos e voltaram caminhando aos boxes.
 
"Primeiro estou feliz e aliviado em saber que o Nick estar bem. Não tivemos a melhor estratégia da prova; perdemos uma posição no começo e não conseguíamos recuperar. Acho que ninguém gosta de vencer uma corrida assim, e cruzei a linha de chegada meio incrédulo com o acidente. Mas enfim, eu estava no lugar certo na hora certa", contou Lucas.
 
\"\"
 
Até a comemoração pela vitória foi um tanto tímida, até o brasileiro ser informado de que ambos os pilotos envolvidos no acidente não haviam se ferido. "Só fui ficar aliviado quando vieram me dizer que eles estavam bem. Aí pude comemorar um pouco mais", disse Lucas, afirmando se sentir duplamente realizado com o feito. "Deu tudo certo, tudo correu bem e os carros provaram-se extremamente seguros. Hoje demos um novo passo na história, rumo ao futuro, a uma conscientização maior para o uso de energias limpas", discursou.
 
Em segundo terminou o francês Franck Montagny, da Andretti, seguido pelo britânico Sam Bird, da Virgin, beneficiado pela punição aplicada a Daniel Abt, companheiro de equipe de Lucas na Audi-Sport Abt e que jogou o alemão para o décimo lugar.
 
A Fórmula E usa o mesmo critério de pontuação em corrida aplicado na Fórmula 1, com a diferença de premiar o autor da pole position e da volta mais rápida do final de semana com três pontos. Assim, Di Grassi deixa a China na liderança da disputa com 25 pontos, ante 18 de Montagny e 15 de Bird.
 
A segunda de dez etapas da Fórmula E acontece em 22 de novembro nas ruas de Putrajaya, na Malásia.
 
Resultado da primeira etapa da Fórmula E
Pequim, China (top-10):
1-) Lucas di Grassi (BRA), Audi-Sport Abt, 25 voltas
2-) Franck Montagny (FRA), Andretti, a 2s867
3-) Sam Bird (ING), Virgin, a 6s559
4-) Charles Pic (FRA), Andretti, a 19s301
5-) Karun Chandhok (IND), Mahindra, a 23s952
6-) Jérôme D’Ambrosio (BEL), Dragon, a 31s664
7-) Oriol Servià (ESP), Dragon, a 41s968
😎 Stéphane Sarrazin (FRA), Venturi, a 43s896
9-) Nelson A. Piquet (BRA), China, a 43s975
10-) Daniel Abt (ALE), Audi-Sport Abt, a 1min02s507
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …