Quem vive em grandes cidades e metrópoles e utiliza o carro como meio de transporte tem pleno conhecimento de uma ação que ocorre diariamente nas vias: o congestionamento. Apesar da movimentação do veículo ser lenta, a atenção com a sua manutenção deve ser redobrada, principalmente com os filtros presentes no automóvel. Segundo André Causs, responsável pelo desenvolvimento de produtos WIX FILTERS no Brasil, se a manutenção dos filtros não for realizada no período correto, os problemas podem ir além da mecânica do veículo.
 
“Não trocar o filtro de cabine (ar-condicionado) pode intensificar problemas respiratórios, causados por ácaros e fungos, dos passageiros ou não trocar o filtro do combustível pode ocasionar a queima da Bomba de combustível, o que pode causar parada repentina do veículo aumentando risco de acidente”.
 
Com isso, Causs lista abaixo os cuidados necessários com cada filtro para quem está sempre preso em congestionamentos. Veja:
 
Filtro de cabine: Sua principal função é reter grandes concentrações de fuligem, poeiras e gases tóxicos. Em congestionamentos, o número de poluentes concentrado que são emitidos pelos motores ligados e parados, é enorme. A falta de manutenção dos filtros de cabine pode causar acúmulo de micro-organismos e partículas, que podem atrapalhar o fluxo de ar no interior do veículo e potencializar doenças respiratórias aos seus ocupantes. Caso não seja feito o acompanhamento, o ar respirado pode estar contaminado. O correto é trocar a cada 15.000 km ou conforme a indicação do fabricante do veículo
 
Filtro do ar: O filtro do ar tem a função de reter as partículas, garantindo que apenas ar limpo entre na câmara de combustão. Em uma situação que o motorista fica parado atrás de um veículo de linha pesada, o filtro trabalha mais para evitar a passagem de partículas suspensas no ar como, pó e fuligem, entrem nas partes móveis do motor, que se desgastam mais rapidamente. Outro diagnóstico é a perda de potência, que pode prejudicar o motorista na hora da aceleração. Indicamos seguir a instrução da montadora para a troca do filtro.
 
Filtro do óleo: O óleo do motor é muito mais exigido em situações de trânsito parado. André explica que a temperatura do motor aumenta devido à baixa circulação do ar. Com a função de reter a entrada de impurezas no sistema de lubrificação do motor, é recomendado realizar a troca do filtro sempre que trocar o óleo. Caso a manutenção não seja feita, o novo óleo colocado tem sua durabilidade reduzida, já que há uma mistura com o óleo velho e contaminado contido no filtro não trocado, prejudicando o motor e causando seu desgaste prematuro. Sobre o período de troca recomendamos seguir as instruções da montadora e sempre que trocar o óleo.
 
Filtro do combustível: A recomendação para troca do filtro do combustível é que seja feita de acordo com as instruções do fabricante do veículo, e se isto não for respeitado pelo motorista, pode ocasionar problemas nos bicos injetores e a queima da bomba de combustível. Outro problema que pode ocorrer pela falta da troca do filtro é a perda de potência do veículo. Sobre o período de troca recomendamos seguir as instruções da montadora.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Audi apresenta novos A6 e A7 no Brasil

Motor 3.0 TFSI e transmissão S Tronic de sete velocidades equipam os dois modelos A Audi a…