No terceiro trimestre do ano, os financiamentos de veículos no Brasil somaram 1.322.639 unidades, sendo 578.014 novas e 744.625 usadas. O volume representa queda de 18,1% em relação ao mesmo período de 2014. Já considerando o acumulado do ano até setembro, as vendas financiadas de veículos atingiram 4.034.689 unidades, recuo de 13,2% na comparação com o ano passado. Os números levam em consideração automóveis de passeio, comerciais leves, motos e pesados.
O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base integrada de informações que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil. O SNG impede que o processo de nanciamento de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas.
Nos últimos anos, o desempenho dos usados tem sido melhor em relação aos novos. No terceiro trimestre, esse movimento se manteve. Foram financiados 744.625 veículos usados, entre autos leves, motos e pesados, queda de 10,4% ante o mesmo período de 2014. Já as vendas a crédito de novos somaram 578.014 unidades, queda de 26,3% na mesma base de comparação.
No acumulado do ano, o menor recuo dos usados também é percebido. De janeiro a setembro, foram financiados 2.240.226 veículos, volume 4,9% inferior na comparação com o mesmo período de 2014, enquanto os novos somaram 1.794.463 unidades, queda de 21,8%.
Esse menor recuo dos usados também acontece nos financiamentos de automóveis leves. No terceiro trimestre, os carros novos somaram 356.307 unidades, baixa de 29,4% em relação ao mesmo período de 2014. Já os usados totalizaram 682.145 unidades, queda de 10,4% na mesma base de comparação.
 
A melhor performance dos autos leves usados, em relação aos novos, está sendo impulsionada pelas vendas financiadas dos carros de 4 a 8 anos de uso. No terceiro trimestre, foram negociadas 355,8 mil unidades. O volume representa uma queda de 5,7% na comparação com o mesmo período de 2014. Apesar disso, o recuo verificado é menor do que nas outras faixas etárias. Nos autos leves novos, a baixa foi de 29,4%, enquanto os financiamentos dos carros com até 3 anos de uso caíram 15,2%.
 
Considerando o acumulado do ano até setembro, a faixa de 4 a 8 anos foi a única que não recuou. Foram financiados 1.107.998 unidades, mantendo estabilidade em relação ao mesmo período de 2014. Já as outras faixas etárias apresentaram queda na mesma base de comparação.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Veja quem são os vencedores do Prêmio Top Car TV 2020

O Prêmio Top Car TV de 2020 foi realizado de forma virtual, devido a pandemia, da Covid-19…