O motor R22 da FPT Industrial foi desenvolvido em parceria com a empresa italiana VM Motori. Ele apresenta injeção de combustível Common Rail e um turbocompressor de geometria fixa com pós-resfriador e válvula de descarga. Com intervalos de manutenção de até 600 horas, o motor é capaz de cumprir com os regulamentos de emissão Tier 4B/Fase IIIB graças a uma solução de pós-tratamento sem manutenção da FPT Industrial, que foi desenvolvida especificamente para atingir os níveis de emissão necessários para saídas de potência abaixo de 56 kW. Esta solução adota uma combinação de catalisador de oxidação diesel (DOC) e filtro de fluxo parcial (PFF) em um conversor integrado.
O filtro de fluxo parcial (PFF) oxida o material particulado (MP), que é regenerado passivamente pelo dióxido de nitrogênio (NO2) quando o motor estiver funcionando em temperaturas superiores a 240°C. No entanto, se estiver operando em temperaturas mais baixas, ao contrário do filtro de partículas de diesel (DPF) amplamente utilizado em motores abaixo de 56 kW, um PFF não entupirá com o material particulado, evitando qualquer aumento de contrapressão. Para garantir uma conversão do MP perfeita em todas as condições, o filtro foi combinado com um sistema de gestão do motor original projetado pelo Centro de Pesquisa & Desenvolvimento da FPT Industrial em Arbon, na Suiça.
O R22 é adequado principalmente para máquinas de construção como minicarregadeiras e miniescavadeiras.
 
Já o Cursor 16 oferece um desempenho de 18 litros em um pacote de 13 litros, contando assim com a melhor potência da classe e densidade de torque, bem como as melhores potências máxima e nominal, e também intervalos de manutenção competitivos. De acordo com os padrões de emissão Tier 4B/Fase IV, graças ao sistema HI-eSCR patenteado, o motor oferece saídas de potência de até 570 kW, com torque máximo de 3.320 Nm a 1.500 rpm na sua versão de única etapa, e até 630 kW, com torque máximo de 3.500 Nm a 1.400 rpm quando estiver disponível em sua versão de dupla fase.
O Cursor 16 é o primeiro motor da FPT Industrial a adotar uma cabeça de cilindro de ferro de grafite compacto (CGI). Este material de alto desempenho oferece elevadas resistências térmica e mecânica. A combustão é otimizada pelo uso de pistões em aço, criando uma pressão elevada de cilindro e, como resultado, a alta densidade de energia e baixa saída de material particulado (MP).
O motor possui sistema Common Rail de terceira geração, com um controle preciso do processo de injeção. O Cursor 16 é adequado para equipamentos de manipulação de material, tais como pás carregadeiras, escavadeiras, guindastes e dumpers.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Veja quem são os vencedores do Prêmio Top Car TV 2020

O Prêmio Top Car TV de 2020 foi realizado de forma virtual, devido a pandemia, da Covid-19…