Segundo balanço do IPTC (Índice de Preços Ticket Car), o custo médio da gasolina manteve-se estável em relação a fevereiro, com aumento de 0,24%, encerrando março a R$ 3,48/L. As maiores altas foram nos estados do Pará (1,65%, a R$ 3,71) e Tocantins (1,60%, a R$ 3,54). Em Santa Catarina, houve queda de 1,7%.
Entre os estados que apresentaram melhores preços para abastecer com gasolina estão São Paulo (R$ 3,21), Santa Catarina e Pernambuco (R$ 3,31 ambos). O custo por litro mais elevado do combustível está no Acre, a R$ 3,84.
Já o etanol apresentou alta nos preços no Amazonas (3,05%, a R$ 2,72) e no Acre (2,14%, a R$ 3,06). O preço do combustível não apresentou alteração no estado do Amapá, que segue com média de R$ 3,20/L em março, sendo o custo por litro mais caro do país.
O combustível derivado de cana-de-açúcar custou, em média, R$ 2,66/L em março, com acréscimo de 0,45% em relação a fevereiro.
Abaixo tabela para consulta.
 
Para os consumidores que têm carro flex e preferem conferir qual o combustível mais vantajoso, o ideal é fazer o cálculo dividindo o preço do etanol pela gasolina. Se o resultado for menor ou igual a 0.70, é vantajoso abastecer com etanol. Se o resultado for maior, compensa economicamente abastecer com gasolina.
Além de Goiás, Mato Grosso, Paraná e São Paulo, o etanol passou a ser economicamente vantajoso também em Minas Gerais.
O Diesel e o Diesel S-10 custaram em média R$ 2,96 e R$ 3, respectivamente. Já o Gás Natural custou em média R$ 2,04 m³.
 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Novo DAF XF ganha cor laranja e amplia opção de customização do modelo

Aurora Orange completa a gama de 13 cores disponíveis para o extrapesado O novo DAF XF, la…