A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea, divulgou na última sexta-feira, 6, o desempenho do setor automotivo em outubro e no acumulado do ano. Segundo o balanço, o licenciamento de autoveículos até o décimo mês do ano apresenta retração de 24,3%, com 2,15 milhões de unidades comercializadas em 2015 contra 2,83 milhões no ano passado.
 
Na análise mensal o resultado aponta queda de 4% nas vendas em outubro frente a setembro – foram 192,1 mil unidades no último mês e 200,1 mil em setembro – e diminuição de 37,4% no comparativo com as 306,9 mil unidades de outubro do ano passado.
 
Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, os resultados seguem a expectativa de manutenção do ritmo de vendas: “Nada mudou no complexo panorama  do mercado desde o mês passado, quando divulgamos as projeções revisadas para 2015. Esta é a razão pela qual o ritmo de vendas diárias permanece estável. A confiança continua abalada, os cenários político e econômico seguem em ajustes e os estoques ainda se mostram elevados”.
 
A produção fechou outubro com 205 mil autoveículos fabricados, o que significa elevação de 17,4% ante as 174,6 mil unidades de setembro. Na análise contra outubro do ano passado o resultado ficou 30,1% abaixo com 293,3 mil unidades. No acumulado o recuo é de 21,1%: 2,11 milhões de unidades este ano e 2,67 milhões em 2014.
 
As exportações cresceram 18,7% no décimo mês do ano: foram 39,8 mil unidades e 33,5 mil em setembro. Quando defrontado com as 23,5 mil unidades do mesmo período do ano passado, a indústria automobilística também apresenta alta, de 69,2%. O volume de veículos exportados no ano chegou a 333 mil unidades, o que significa aumento de 16,9% se comparado com as 284,8 mil enviadas para o exterior no ano passado.
 
Caminhões e ônibus
O licenciamento de caminhões nos dez meses transcorridos do ano – 61,3 mil unidades – recuou 44,9% frente as 111,2 mil unidades registradas no mesmo período de 2014. A análise mensal mostra que as 5,8 mil unidades comercializadas em outubro retraíram 2,5% sobre setembro, com 5,9 mil unidades, e 52,5% ante outubro do ano passado, com 12,2 mil unidades.
 
No caso da produção, saíram das linhas de montagem em outubro 6,8 mil caminhões, acréscimo de 16,8% com relação as 5,8 mil de setembro e diminuição de 45,1% ante as 12,4 mil do mesmo período do ano passado. Em 2015 66,1 mil caminhões foram produzidos, queda de 46,9% frente as 124,5 mil de 2014.
 
Os dados ainda apontam crescimento de 3,2% das exportações de caminhões, em outubro, com 2,1 mil unidades contra as 2 mil de setembro e aumento de 49,5% se defrontado com as 1,4 mil de outubro do ano passado. As exportações também ficaram em alta, de 13,8%, no acumulado do ano: foram 17,4 mil unidades até agora e 15,3 mil em 2014.
 
No segmento de ônibus a comercialização encerrou o mês com baixa de 32,1%, ao comparar as 885 unidades do décimo mês com as 1,3 mil de setembro, e com contração de 69,2% ante as 2,9 mil unidades comercializadas em outubro do ano passado. O resultado do ano, com 14,6 mil unidades, ficou 36% inferior frente as 22,8 mil unidades do ano passado.
 
No último mês saíram das linhas de montagem 1,2 mil chassis para ônibus, 28,7% abaixo das 1,7 mil de setembro e inferior em 54,3% com relação ao mesmo período do ano passado, com 2,7 mil. O acumulado registra 19,9 mil unidades fabricadas, 34,7% menor com relação as 30,5 mil do ano passado.
 
As exportações do segmento neste ano chegaram a 5,8 mil unidades, alta de 7% frente as 5,5 mil do ano passado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Polo Jeep alcança a marca de 350 mil Renegades produzidos

Além de ser vendido no Brasil, o modelo também é exportado para outros 12 países da Améric…