Com reajuste de 6% no preço da gasolina nas refinarias, a fabricante mundial de velas de ignição, NGK, lembra que o componente auxilia na economia e ajuda a reduzir os efeitos da alta dos preços do combustível.
Entre os itens que merecem mais atenção, a vela exerce papel fundamental no consumo, pois é responsável por garantir que todo o combustível seja queimado sem desperdício. Segundo Hiromori Mori, técnico de Assistência Técnica da NGK, o funcionamento irregular da peça nem sempre é claramente perceptível ao proprietário do veículo. 
“Por conta da evolução tecnológica, os motores estão condicionados a trabalhar nas situações mais adversas. Por esta razão, quando o problema começa a ser percebido, é sinal de que a falha está ocorrendo há algum tempo”, alerta. “Velas demasiadamente desgastadas provocam consumo excessivo, irregularidades no funcionamento, aumento de emissões de poluentes e pode comprometer outros componentes, como cabos, bobinas, transformador, distribuidor e catalisador. 
A NGK recomenda a revisão e inspeção do componente quando o motorista notar dificuldades na partida e falhas durante retomadas, a cada 10.000 km ou anualmente, aquilo que ocorrer primeiro. A empresa reforça a importância da checagem por um profissional qualificado. 
Cabo de ignição
Os cabos de ignição, responsáveis por conduzir a alta tensão produzida pela bobina (transformador) até as velas, sem permitir fuga de corrente, igualmente necessitam de checagem periódica, que deve ser realizada a cada 60.000 quilômetros ou três anos. 
Sensor de Oxigênio
O sensor de oxigênio, também conhecido como sonda lambda e comercializado com a marca NTK, é responsável pela análise da condição da queima de combustível, sendo imprescindível no controle de emissão de poluentes e no consumo. 
A peça compara a concentração de oxigênio nos gases do motor com o ar ambiente, possibilitando o ajuste da quantidade de combustível injetado na câmara de combustão. Este processo promove a melhor relação entre desempenho, consumo e emissões. A sonda com funcionamento irregular pode acelerar a deterioração de outras peças, como o catalisador. 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ônibus VW moderniza frota argentina de transporte público

Como motorização MAN D08, esses dois Volksbus têm sistema EGR de tratamento de emissões, d…