Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Um lubrificante é um material composto por óleos básicos e aditivos. Sua função é justamente lubrificar, reduzir o atrito entre as superfícies metálicas móveis existentes no motor. Mas ele tem prazo de validade.
Você provavelmente já sabe que é importante trocar o óleo do carro de vez em quando, certo? Mas qual a duração certa desse “de vez em quando”? Essa é apenas uma entre as dúvidas que a maioria das pessoas tem em relação à troca de óleo.
• Devo completar até atingir o nível máximo?
• Posso completar com qualquer óleo?
• Quando devo trocar o filtro?
• Por quantos quilômetros eu posso rodar com esse óleo?
Vale a pena, em primeiro lugar, entender as diferenças entre cada tipo de óleo (sim, há tipos com características distintas). Isso, de cara, pode responder a algumas das suas dúvidas.
MINERAL
É o óleo obtido da separação de componentes do petróleo, sendo, portanto, uma mistura de vários compostos. Você pode rodar com ele em torno de 3 mil a 5 mil quilômetros, ou por cerca de seis meses.
SEMISSINTÉTICO
Mistura proporções variáveis de bases minerais e sintéticas. O objetivo é reunir as melhores propriedades de cada tipo, levando em consideração uma otimização de custo, já que as matérias-primas sintéticas têm alto custo agregado. Tem uma duração em torno de 6 a 8 mil quilômetros, ou seis meses.
SINTÉTICO
É um óleo obtido por reação química – o que exige um controle maior em sua fabricação –, permitindo a obtenção de vários tipos de cadeias moleculares com diferentes características físico-químicas, resultando em produtos mais puros. São os mais caros, mas duram de 10 a 12 mil quilômetros, ou seis meses.

PARA O ÓLEO NÃO DEIXAR VOCÊ NA MÃO
• Respeite religiosamente os prazos para a troca do óleo. Com o uso e o tempo, o óleo se deteriora e perde suas propriedades de lubrificação. E aí você corre risco de danificar o motor com o atrito entre as partes metálicas.
• Completar o nível do óleo não é uma boa ideia. Além de você misturar um óleo novo com um óleo velho, pode ser que não lembre mais que tipo usou da última vez, e acabar misturando óleos diferentes. Caso o nível do óleo esteja baixo, leve o veículo ao mecânico, pois pode ser um vazamento ou outra irregularidade.
• Quando trocar o filtro? Sempre que fizer a troca do óleo. Assim você evita misturar o óleo novo com resíduos de óleo já “queimado” pelo motor.
• Ler faz bem. O tipo do óleo que você deve usar, a quantidade de quilômetros que pode ser percorrida entre as trocas, e a quantidade depositada no motor… Tudo isso está especificado no manual do veículo.
Fonte: CESVI BRASIL
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mitsubishi ASX ganha novidades na linha 2019

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Além do legítimo sistema 4×4…