Segundo dados do DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) divulgados em maio de 2016, o uso de celulares pode aumentar em até 400% os riscos de acidentes com pedestre ou motoristas no trânsito. E com o lançamento recente em todo País do jogo para smartphones Pokémon Go, ativo a partir de tecnologia de realidade aumentada e geolocalização, é comum que motoristas aproveitem a pausa nos semáforos ou enquanto dirigem para caçar os monstrinhos pelo caminho. Com base no cenário, Alessandro Rubio, coordenador técnico do CESVI BRASIL, do Grupo MAPFRE, esclarece os perigos da distração ao volante.
 
Segundo Rubio, existem três tipos de distrações distintas durante a condução de um veículo: interna, externa e por desatenção. “A distração interna acontece quando o motorista se atenta a algum objeto ou ação no interior do carro, como um ajuste no rádio ou do ar-condicionado; a distração externa, por sua vez, é mais intuitiva pelo motorista e ocorre quando da leitura de uma placa ou pela visualização de paisagens. Já a distração por desatenção se dá quando a pessoa está com o pensamento em outro lugar: nas contas a pagar, em um problema pessoal, mensagens no celular e até mesmo com jogos e aplicativos. Ou seja, o foco não está na condução do veículo”, comenta.
 
As distrações ao volante são agravadas quando analisados alguns fatores, como a velocidade de tráfego, a região e a condição da via, além de quantos carros dividem aquele mesmo espaço. Para traduzir a conta, o CESVI BRASIL exemplifica por meio do gráfico:
Confira seis dicas do CESVI BRASIL para que motoristas evitem desatenções no trânsito:
 
1) Procure verificar suas mensagens pelo celular antes de sair de casa ou depois da viagem, quando chegar ao seu destino;
2) Não deixe o seu celular entre as pernas enquanto dirige. Prefira o porta-luvas ou os compartimentos internos do carro;
3) Esteja sempre atento a via e diminua sua distração externa; pedestres desatentos podem, sem pensar, invadir a pista à procura de Pokémons;
4) Enquanto estiver dirigindo não instale ou mexa em apps, jogos, ou mesmo procure por Pokémons. Os monstrinhos aparecem em qualquer lugar, mas não os procure quando estiver dirigindo, nem mesmo quando o transito parar ou enquanto aguarda o farol abrir;
5) Evite mexer no celular enquanto o farol estiver prestes a fechar e enquanto pisa no freio. Fuja de pequenas colisões e possíveis dores de cabeça;
6) O ciclista não é um Pokémon. Respeite seu espaço e fique atento às conversões nas vias.
 
Fonte: CESVI BRASIL
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…