Com o objetivo de medir a velocidade de determinadas vias públicas de Teresina a Prefeitura através da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está realizando um trabalho de pesquisa utilizando os radares portáteis.
 
O estudo, que está sendo realizado é baseado na resolução 396/2011 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) a ser concluído nas próximas semanas. De acordo com o Diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, o trabalho de monitoramento das vias públicas é muito importante para que seja determinada a velocidade permitida e a partir da análise da pesquisa implantar os radares fixos nos locais. “Para que possamos implantar os radares fixos precisamos dessa pesquisa, por esse motivo o trabalho está sendo realizado”, acrescentou.
 
Falcão explica ainda que a pesquisa não está gerando autuações. “Os condutores não precisam ficar preocupados, pois esse é um trabalho técnico que está sendo feito para proporcionar vias públicas mais seguras para as pessoas, pois a velocidade tem sido um dos fatores preponderantes para o agravamento dos acidentes de trânsito”, finalizou.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
Com o objetivo de medir a velocidade de determinadas vias públicas de Teresina a Prefeitura através da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está realizando um trabalho de pesquisa utilizando os radares portáteis.
 
O estudo, que está sendo realizado é baseado na resolução 396/2011 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) a ser concluído nas próximas semanas. De acordo com o Diretor de Trânsito e Sistema Viário da Strans, José Falcão, o trabalho de monitoramento das vias públicas é muito importante para que seja determinada a velocidade permitida e a partir da análise da pesquisa implantar os radares fixos nos locais. “Para que possamos implantar os radares fixos precisamos dessa pesquisa, por esse motivo o trabalho está sendo realizado”, acrescentou.
 
Falcão explica ainda que a pesquisa não está gerando autuações. “Os condutores não precisam ficar preocupados, pois esse é um trabalho técnico que está sendo feito para proporcionar vias públicas mais seguras para as pessoas, pois a velocidade tem sido um dos fatores preponderantes para o agravamento dos acidentes de trânsito”, finalizou.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Toyota Etios vai deixar de ser vendido no Brasil

Planta de Sorocaba segue produzindo o modelo para mercados de exportação A Toyota do Brasi…