A julgar pelos dois primeiros dias, nas disputas do prólogo e da primeira etapa, o Rally dos Sertões de 2014 tem tudo para ser um dos mais rápidos de sua história de 22 anos. No domingo foi disputada a primeira especial, com 155 quilômetros cronometrados entre Goiânia e Caldas Novas, em um total de 216 quilômetros – somados os deslocamentos.
 
A ordem dos quatro melhores carros repetiu o resultado do prólogo de ontem, com Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin em primeiro, Cristian Baumgart/Beco Andreotti em segundo, Guilherme Spinelli/Youssef Haddad em terceiro e Marcos Baumgart/Kleber Cincea fechando os quatro primeiros a completar a prova.
 
Mais uma vez, para ambas as duplas do X Rally Team, o dia foi de rasgar elogios ao Ford Ranger 4×4 preparado pela NWM Motorsports. "A gente veio mais tranquilo, acelerando mais na parte final. O carro é formidável, resistente. Demos um voo em um mata-burro, que fomos muito longe, e na descida ele foi muito suave. Ainda estou me acostumando com o jeito do carro, pegando o ritmo dele, e o carro parece pedir que você acelere mais ainda. Começo excelente de rali, na minha opinião, visto a diferença que o Varela tem em relação a nós, e ele já tem três anos com este carro no Mundial", disse Cristian, que fechou os 155 km apenas nove segundos atrás do Toyota Hilux do vencedor da etapa.
 
\"\"
 
Já Marcos Baumgart destacou também que o ritmo do Sertões este ano deverá ser bastante forte, e comparou os saltos do trajeto de hoje a um rodeio. "Ritmo muito bom, viemos entendendo mais o carro. O ritmo do Sertões neste ano vai ser bem forte. Foi uma especial tranquila, sem sustos, mas extremamente divertida, prazerosa. Ainda mais com esse carro, que é uma delícia de guiar. Hoje tinha muita lomba e muito salto, e parecia que estávamos em um rodeio em cima de um boi bravo", comparou.
 
Nesta segunda-feira (25) acontece a segunda etapa do rali, com trajeto entre Caldas Novas e Catalão, ainda no estado de Goiás. Serão 260 quilômetros no total, com 202 km de trechos cronometrados.
 
Confira os tempos da primeira etapa (cat. T1 FIA)
1-) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Toyota Hilux) – 1h50min17d
2-) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Ford Ranger) – 1h50min27s (-9)
3-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi ASX) – 1h52min14s (-1min56ss)
4-) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (Ford Ranger) – 1h52min33s (-2min15s)
 
Confira o roteiro do Rally dos Sertões 2014:
 
25/08 – 2ª etapa – Caldas Novas (GO)/Catalão (GO)
Deslocamento inicial: 39,54 km
Trecho especial: 202,23 km
Deslocamento final: 18,59 km
Total do dia: 260,36 km
 
26/08 – 3ª etapa – Catalão (GO)/Paracatu (MG)
Deslocamento inicial: 22,20 km
Trecho especial: 209,86 km
Deslocamento final: 128,39 km
Total do dia: 360,45 km
 
27/08 – 4ª etapa – Paracatu (MG)/São Francisco (MG)
Deslocamento inicial: 135,24 km
Trecho especial: 363,85 km
Deslocamento final: 86,21 km
Total do dia: 585,3 km
 
28/08 – 5ª etapa – São Francisco (MG)/Diamantina (MG) – MARATONA
Deslocamento inicial: 223,57 km
Trecho especial: 335,98 km
Deslocamento final: 81 km
Total do dia: 718 km
 
29/08 – 6ª etapa – Diamantina (MG)/Diamantina (MG)
Deslocamento inicial: 23 km
Trecho especial: 159 km
Deslocamento final: 30 km
Total do dia: 213 km
 
30/08 – 7ª etapa – Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 59 km
Trecho especial: 125 km
Deslocamento final: 146 km
Total do dia: 331 km
Total do Rally: 2.684 km
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
A julgar pelos dois primeiros dias, nas disputas do prólogo e da primeira etapa, o Rally dos Sertões de 2014 tem tudo para ser um dos mais rápidos de sua história de 22 anos. No domingo foi disputada a primeira especial, com 155 quilômetros cronometrados entre Goiânia e Caldas Novas, em um total de 216 quilômetros – somados os deslocamentos.
 
A ordem dos quatro melhores carros repetiu o resultado do prólogo de ontem, com Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin em primeiro, Cristian Baumgart/Beco Andreotti em segundo, Guilherme Spinelli/Youssef Haddad em terceiro e Marcos Baumgart/Kleber Cincea fechando os quatro primeiros a completar a prova.
 
Mais uma vez, para ambas as duplas do X Rally Team, o dia foi de rasgar elogios ao Ford Ranger 4×4 preparado pela NWM Motorsports. "A gente veio mais tranquilo, acelerando mais na parte final. O carro é formidável, resistente. Demos um voo em um mata-burro, que fomos muito longe, e na descida ele foi muito suave. Ainda estou me acostumando com o jeito do carro, pegando o ritmo dele, e o carro parece pedir que você acelere mais ainda. Começo excelente de rali, na minha opinião, visto a diferença que o Varela tem em relação a nós, e ele já tem três anos com este carro no Mundial", disse Cristian, que fechou os 155 km apenas nove segundos atrás do Toyota Hilux do vencedor da etapa.
 
\"\"
 
Já Marcos Baumgart destacou também que o ritmo do Sertões este ano deverá ser bastante forte, e comparou os saltos do trajeto de hoje a um rodeio. "Ritmo muito bom, viemos entendendo mais o carro. O ritmo do Sertões neste ano vai ser bem forte. Foi uma especial tranquila, sem sustos, mas extremamente divertida, prazerosa. Ainda mais com esse carro, que é uma delícia de guiar. Hoje tinha muita lomba e muito salto, e parecia que estávamos em um rodeio em cima de um boi bravo", comparou.
 
Nesta segunda-feira (25) acontece a segunda etapa do rali, com trajeto entre Caldas Novas e Catalão, ainda no estado de Goiás. Serão 260 quilômetros no total, com 202 km de trechos cronometrados.
 
Confira os tempos da primeira etapa (cat. T1 FIA)
1-) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Toyota Hilux) – 1h50min17d
2-) Cristian Baumgart/Beco Andreotti (Ford Ranger) – 1h50min27s (-9)
3-) Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (Mitsubishi ASX) – 1h52min14s (-1min56ss)
4-) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (Ford Ranger) – 1h52min33s (-2min15s)
 
Confira o roteiro do Rally dos Sertões 2014:
 
25/08 – 2ª etapa – Caldas Novas (GO)/Catalão (GO)
Deslocamento inicial: 39,54 km
Trecho especial: 202,23 km
Deslocamento final: 18,59 km
Total do dia: 260,36 km
 
26/08 – 3ª etapa – Catalão (GO)/Paracatu (MG)
Deslocamento inicial: 22,20 km
Trecho especial: 209,86 km
Deslocamento final: 128,39 km
Total do dia: 360,45 km
 
27/08 – 4ª etapa – Paracatu (MG)/São Francisco (MG)
Deslocamento inicial: 135,24 km
Trecho especial: 363,85 km
Deslocamento final: 86,21 km
Total do dia: 585,3 km
 
28/08 – 5ª etapa – São Francisco (MG)/Diamantina (MG) – MARATONA
Deslocamento inicial: 223,57 km
Trecho especial: 335,98 km
Deslocamento final: 81 km
Total do dia: 718 km
 
29/08 – 6ª etapa – Diamantina (MG)/Diamantina (MG)
Deslocamento inicial: 23 km
Trecho especial: 159 km
Deslocamento final: 30 km
Total do dia: 213 km
 
30/08 – 7ª etapa – Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 59 km
Trecho especial: 125 km
Deslocamento final: 146 km
Total do dia: 331 km
Total do Rally: 2.684 km
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

IMSA: Derani vai em busca de mais um pódio neste domingo em Mid-Ohio

Brasileiro destaca características difíceis do traçado, mas segue confiante e embalado, ap…