Com o objetivo de discutir a segurança no trânsito, mobilidade urbana no Brasil, o Programa Vida no Trânsito e sua metodologia, comunicação social no PVT e engenharia de segurança no Trânsito, está sendo realizado do o Curso de Aperfeiçoamento para Implantação e Execução do Programa Vida no Trânsito sob a responsabilidade do Ministério da Saúde, por meio da Universidade Federal de Goiás. 
Participam do curso várias instituições que atuam em políticas públicas voltadas para redução dos acidentes de trânsito. Em Teresina, são vinte e cinco alunos distribuídos entre os órgãos CIPTRAN, STRANS, PRF, SAMU, FMS, DETRAN, BPRE, SESAPI. Todas as capitais do Brasil estão participando do curso. É um curso totalmente à distância, por meio de ambiente virtual de aprendizagem, com carga horária de 120 horas e duração de 4 meses.
De acordo com a coordenadora do Programa Vida no Trânsito, Samyra Motta, esse curso instrumentaliza os municípios  em direção à redução dos mortos e feridos graves conseqüentes dos acidentes de trânsito.  “Esse curso é muito importante para ajudar a trabalhar com esses dados e, com isso, conseguir reduzir os altos índices de vitimas”, enfatizou.
O Programa Vida no Trânsito (PVT) é mais uma estratégia dentro do conjunto de intervenções que farão parte do cumprimento das metas da Década Mundial de Ações para Segurança no Trânsito. O PVT foi implantado em 2011 em cinco capitais e posteriormente expandido para as demais capitais e municípios com mais de 1 milhão de habitantes.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Executivas assumem novas funções de liderança em áreas estratégicas da Fiat Chrysler Automóveis na América Latina

Cristiani Campos assume Diretoria de Desenvolvimento de Novos Negócios; Cristiane Paixão a…