\"\"Dados compilados pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) apontam que, entre janeiro e novembro de 2014, a União investiu 67,5% dos recursos previstos para o setor de transportes em 2014. 
 
Foram aplicados R$ 12,1 bilhões dos R$ 18 bi autorizados pelo governo federal. Os dados estão disponíveis no Boletim Econômico divulgado pela entidade em dezembro.
 
Do total pago, R$ 7,5 bi correspondem a restos a pagar, valores autorizados em anos anteriores que foram efetivamente liberados somente em 2014. Dos valores autorizados para o orçamento de 2014, foram pagos apenas R$ 4,6 bi, o equivalente a 25,5% do total.
 
O modal ferroviário foi o que teve o maior percentual pago: 77,9%. Foram pagos, até novembro, R$ 2,2 bi dos R$ 2,8 bi autorizados pela União para 2014, contabilizando restos a pagar e verbas do orçamento de 2014. Em seguida vem o modal aéreo, com 70,6%, num montante que chegou a R$ 1,6 bi. Para o segmento, foram autorizados R$ 2,2 bi. 
 
O rodoviário foi o que recebeu a maior quantia. Com R$ 8 bi investidos no período, o governo federal pagou 67,7% do montante autorizado. 
 
Já o modal aquaviário ficou com a menor parcela de recursos e atingiu o menor percentual. Foram pagos R$ 239,2 milhões, o equivalente a 25,6% do total previsto para o ano. 
 
Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

BYD relança o Furgão 100% elétrico eT3 no Brasil

Com nova tecnologia, veículo é altamente silencioso e carrega em no máximo duas horas A BY…